Comercial da Prefeitura de São Luís

Comercial da Prefeitura de São Luís

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Ildon Marques abandona grupo Sarney em defesa de Weverton Rocha


O ex-prefeito de Imperatriz, Ildon Marques, já não esconde mais a postura de desatrelamento do grupo da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), tanto que tem dado atenção especial à pré-candidatura do deputado federal Werton Rocha (PDT) ao Senado, para 2018.

No sábado passado, 23, o ex-gestor da segunda maior cidade do Maranhão foi visto ao lado do deputado pedetista e do secretário estadual de Comunicação e Assuntos Políticos, Márcio Jerry (PCdoB), que é pré-candidato a uma vaga na Câmara Federal, no próximo pleito.

Vale ressaltar que o empresário Ildon Marques ascendeu ao cargo de prefeito de Imperatriz sob a chancela da ex-governadora Roseana Sarney e agora, mudou de lado para apoiar aliados do governador Flávio Dino (PCdoB), que busca a reeleição ao Palácio dos Leões.

domingo, 24 de setembro de 2017

Eliziane depende do PPS e do PCdoB para disputar o Senado em 2018


A deputada federal Eliziane Gama (foto) tem dado declarações à imprensa que o seu mandato depende das decisões do PPS e que se o seu partido decidir que ela deve sair candidata ao Senado, em 2018, ela estará pronta.

No entanto, Eliziane depende ainda de um aval do governador Flávio Dino (PCdoB), que já conta em sua trupe de pré-candidatos ao Senado figuras como o ex-governador do Maranhão e atual deputado federal José Reinaldo Tavares (PSB), além dos deputados federais Weverton Rocha (PDT) e Waldir Maranhão (PP).

Em recente entrevista ao jornal O Imparcial, Eliziane declarou que o seu projeto ao Senado não é um projeto individual.

"É um projeto majoritário que envolve grupos. Estou à disposição do meu grupo, do meu partido. Se o partido entender que o nosso nome é melhor para o Senado, eu vou sim. O meu mandato não é meu, é partidário. Se o partido decidir isso, estou à disposição" afirmou Eliziane Gama.

Lidiane Leite volta a ser destaque na imprensa nacional após nova decisão judicial


A ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite (foto), mais uma vez foi destaque na imprensa nacional. O jornal O Estado de S.Paulo, o "Estadão", divulgou que o juiz Raphael Leite Guedes do Tribunal de Justiça do Maranhão condenou a ex-gestora, que ficou conhecida pelo apelido de "prefeita ostentação", a devolver a quantia de R$ 998 mil em verbas públicas.

O montante seria destinado a obras de asfaltamento das ruas do município, cujos serviços nunca foram executados. Lidiane também terá que pagar multa correspondente a 100 vezes o valor de seu salário quando ocupava o cargo e perderá seus direitos políticos por cinco anos.

Segundo o magistrado, é possível verificar, "de forma cristalina" que as obras de pavimentação asfáltica, execução de meios fios, sarjetas, passeios públicos e sinalização vertical e horizontal, que foram objetos do contrato milionário, não foram executadas.

O juiz Raphael Guedes diz ainda que sequer houve publicidade no processo de licitação para pavimentar as ruas de Bom Jardim.

Lidiane Leite foi presa pela Polícia Federal, em 2015, sob suspeita de desvios de recursos públicos da merenda escolar do município. A ex-prefeita ficou 39 dias foragida, antes de se apresentar à PF. Após 11 dias, ela foi solta com uma tornozeleira eletrônica. A ex-gestora responde a diversos processos na Justiça por malversação de dinheiro público.

sábado, 23 de setembro de 2017

Vereador do PCdoB apanha de seguranças da prefeita de Bom Lugar


Um fato inusitado aconteceu no município de Bom Lugar, distante cerca de 300 Km de São Luís. Seguranças da prefeita Luciene Costa (PV) são acusados de terem espancado o vereador Pedro Miranda (PCdoB), após o parlamentar fazer críticas à gestão municipal na Câmara de Vereadores.

O caso foi registrado na Delegacia de Bom Lugar e o fato já é de conhecimento do secretário de estado de Segurança Pública, Jefferson Portela (PCdoB). Luciene Costa é esposa de Rogério Pitbull, que é pré-candidato a deputado estadual.

O vereador Pedro Miranda garante que levará o caso até as últimas instâncias judiciais para eventuais reparações de danos morais e físicos sofridos.

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

"Não há lei regulamentando a franquia de ônibus especiais", diz Canindé Barros


O secretário municipal de Trânsito e Transportes, Canindé Barros (foto), disse não existir uma legislação específica para garantir a franquia de ônibus especiais, destinados a cortejos fúnebres e demais manifestações artístico-culturais. A afirmativa foi feita pelo titular da SMTT, em entrevista exclusiva ao programa Câmara em Destaque (Rádio Difusora AM-680Khz), apresentado pelos jornalistas Mario Carvalho, Adriana Nogueira e o radialista Ademar Monteiro.

Canindé destacou que esse tipo de serviço tem funcionado de forma precária e que agora, com a Lei da Licitação dos Transportes Públicos em vigor, isso deve mudar. "O que existe nesse momento é apenas um acordo com os consórcios das empresas de transporte que atuam na cidade em disponibilizar de dois a três ônibus para as comunidades. Porém, existem comunidades que a demanda é bem maior", frisou.

Para o secretário, cabe à Câmara Municipal elaborar uma legislação específica, por entender que com a vigência da licitação inerente ao setor, tudo incide na planilha de custos das empresas. "Qualquer benefício no setor tem que ser dito de onde sairão os custos para bancar qualquer gratuidade", ressaltou Canindé.

Nesta quinta-feira, 21, aconteceu uma audiência pública na Câmara de São Luís, proposta pelo vereador Cezar Bombeiro (PSD), para discutir o assunto.  

Veja o vídeo: João Alberto se nega a responder questionamentos da TV Globo sobre a inércia da Comissão de Ética do Senado


O senador João Alberto Souza (PMDB) foi alvo de críticas na edição desta quinta-feira, 21, do telejornal Bom Dia Brasil (TV Globo), por ter se negado a responder questionamentos sobre a inércia do Conselho de Ética do Senado, cujo parlamentar maranhense preside o colegiado. 

A matéria engloba não só o Senado, mas também a Câmara Federal. João Alberto preferiu silenciar e evitar a exposição na mídia global, o que acabou o tiro saindo pela culatra.

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Maura Jorge pode ser cooptada pelo PMDB a compor chapa a vice de Roseana


A pré-candidata ao governo do Maranhão, a ex-deputada Maura Jorge (Podemos), pode ter seu sonho majoritário pela metade. É que nas hostes do grupo Sarney e do PMDB já avaliam a possibilidade de convidar a ex-prefeita de Lago da Pedra para compor chapa a vice da ex-governadora Roseana Sarney, que deve concorrer, pela quinta vez consecutiva, ao Palácio dos Leões.

Até o momento, Maura Jorge ainda não falou sobre o assunto, mas há quem diga que o Podemos não deve aceitar que a ex-deputada deixe a cabeça de chapa ao governo, em detrimento de um projeto político de segundo plano.

vale aguardar!

Marcial Lima convida população, em massa, para discutir a saúde de São Luís


O vereador Marcial Lima (PEN) aposta na grande participação popular durante audiência pública, de sua iniciativa, que acontecerá nesta sexta-feira, 22, no plenário da Câmara Municipal de São Luís, para discutir as problemáticas da saúde na capital maranhense.

"Venho aqui nesta tribuna, fazer um convite a toda população da cidade. Na próxima sexta-feira, às 10h, estaremos realizando uma audiência pública sobre a saúde de São Luís. Faço um convite também à comissão de saúde, na pessoa do vereador Umbelino Junior, que é o presidente, para que possamos tratar deste assunto bastante delicado", declarou o parlamentar.

Marcial Lima disse que tanto o secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, quanto o secretário estadual, Carlos Lula, foram convidados para o evento.

"Assim que, inicialmente, convidamos o secretário Lula Fylho, ele havia assumido o órgão e ele prontamente solicitou que fosse feita a transferência da data, e nós acatamos. Decidimos transferir para esta próxima sexta. Espero que as pessoas venham aqui para participar desta audiência. E que os dois secretários venham aqui, com todo corpo das secretarias, para discutir este assunto”, frisou.

Minoria da bancada maranhense rejeita mudanças no sistema eleitoral para 2018


Nove deputados federais da bancada maranhense votaram favoráveis à alterações no sistema de votação proporcional, enquanto oito parlamentares se dispuseram a votar contra qualquer mudança para as eleições de 2018.

A chamada PEC da reforma política, que instituía o chamado “distritão” foi rejeitada por ampla maioria de votos. Do total de 513 deputados, apenas 205 parlamentares apoiaram a alteração, outros 238 foram contrários. 

Para que a proposta avançasse, eram necessários pelo menos 308 votos. Dos 50 peemedebistas presentes, apenas sete se posicionaram contra a mudança.

A PEC pretendia substituir o atual modelo proporcional pelo distritão, em 2018 e 2020, e pelo distrital-misto, em 2022. Esse último sistema é defendido por grande parte do PSDB.

Veja a lista abaixo:

Maranhão (MA)

Alberto Filho- PMDB (Sim)
Aluisio Mendes- Podemos (Sim)
André Fufuca- PP (Sim)
Cleber Verde PRB (Não)
Eliziane Gama- PPS (Não)
Hildo Rocha- PMDB (Sim)
João Marcelo Souza- PMDB (Sim)
José Reinaldo- PSB (Sim)
Junior Marreca- PEN (Não)
Juscelino Filho- DEM (Sim)
Luana Costa- PSB (Não)
Pedro Fernandes- PTB (Não)
Rubens Pereira Júnior- PCdoB (Não)
Victor Mendes- PSD (Sim)
Waldir Maranhão- PTdoB (Não)
Weverton Rocha- PDT (Sim)
Zé Carlos- PT (Não)

Total Maranhão: 17

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Se o Plano "A" não empolgar, Braide pode ser o Plano "B"?


Já circula nos bastidores políticos que caso a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) não se empolgue em sair candidata, pela quinta vez consecutiva, na disputa ao Palácio dos Leões, em 2018, o nome do grupo Sarney pode vir a ser o do deputado estadual Eduardo Braide (PMN).

Braide cresceu bastante depois de ter sido bem avaliado na última disputa eleitoral municipal em São Luís, quando em 2016, perdeu apenas por um quantitativo de mais de 41 mil votos contra o prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT), que teve o apoio do governador Flávio Dino (PCdoB).

De lá pra cá, Braide tem se mostrado um ferrenho adversário do chefão comunista no Maranhão, com intervenções pontuais e ásperas na tribuna da Assembleia Legislativa contra o governo estadual.

Há quem diga que o Plano "B", caso Roseana resolva não encarar uma nova corrida eleitoral, Braide seria a ponte para garantir a desocupação dos comunas do Palácio dos Leões.

Falta só oficializar o convite!