quarta-feira, 29 de junho de 2016

Policia Federal cumpre mandados de prisão em São Luís


A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira, 29, a Operação Lázaro nos estados do Maranhão, Piauí e São Paulo. A operação objetiva desmantelar uma organização criminosa voltada a saques fraudulentos de precatórios da Justiça Federal, em diversas localidades da Federação. Cerca de 50 policiais cumpriram oito mandados de busca e apreensão, cinco mandados de prisão temporária e cinco mandados de condução coercitiva nos municípios de Diadema, Jundiaí, São Bernardo do Campo, São José dos Campos e São Paulo (SP), Teresina (PI) e São Luís. 

Todos os mandados foram expedidos pela Vara Especializada em Lavagem de Dinheiro, da Justiça Federal de Campo Grande (MS). A operação faz parte da segunda fase da Operação Triângulo dos Precatórios, iniciada no fim de 2015, para desmantelar o grupo criminoso. Para realizar o esquema, o grupo selecionava precatórios disponíveis para saques, preferencialmente de pessoas já falecidas, ressuscitando-as mediante a falsificação de documentos.

Estima-se que a organização criminosa tenha, desde que as investigações foram iniciadas, realizado mais de 10 milhões de reais em saques fraudulentos - valor este que, de acordo com a PF, era movimentado e ocultado por meio de contas bancárias em nome de pessoas físicas e jurídicas laranjas. Segundo a investigação, o dinheiro ilícito teria sido utilizado na aquisição de veículos esportivos importados e de alto luxo.

Operação Lázaro - O motivo do nome da operação é em alusão à passagem bíblica do retorno de Lázaro à vida, já que o grupo criminosa utilizava de pessoas falecidas para se beneficiarem desses precatórios. Apenas os materiais objeto das buscas e apreensões serão encaminhados para a Superintendência da PF em Campo Grande, enquanto os presos e conduzidos para depoimentos serão ouvidos nas respectivas cidades onde forem localizados.

Vedado às emissoras de rádio e TV


A Justiça Eleitoral informa que a partir desta quinta-feira, 30, é vedado às emissoras de rádio e de televisão transmitir programa apresentado ou comentado por pré-candidato, sob pena, no caso de sua escolha na convenção partidária, de imposição da multa prevista no § 2º do art.45 da Lei nº 9.504/1997 e de cancelamento do registro da candidatura do beneficiário (Lei nº 9.504/1997, art.45,§ 1º).

terça-feira, 28 de junho de 2016

Oposição é abafada na Câmara de São Luís

Os vereadores Fábio Câmara (PMDB) e Rose Sales (PMB) acabaram sendo votos vencidos pela maioria do parlamento
Apenas quatro vereadores de oposição à gestão do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), votaram contra o projeto de correção salarial de 10,67% dos professores da rede municipal de ensino. Dos atuais 31 representantes no parlamento municipal, somente Fábio Câmara (PMDB), Rose Sales (PMB), Marlon Garcia (PTdoB) e Manoel Rego (PP).

Dos quatro vereadores contrários à proposta encaminhada pelo Executivo à Câmara Municipal, dois são pré-candidatos à Prefeitura da capital maranhense como é o caso de Fábio Câmara e Rose Sales, que se colocaram favoráveis à reivindicação dos professores que exigem 11,36% de reajuste salarial. Apesar disso, desde o dia 25 de maio uma parcela da categoria se mantém em estado de greve, deixando cerca de 80 mil alunos fora da sala de aula.

Apesar disso, a maioria dos vereadores considerou que o Legislativo fez a sua parte e cabe agora aos professores grevistas encerrarem o movimento paredista e voltar para a sala de aula.

Wellington não perde a ordem

O presidente da OAB-MA, Thiago Diaz, ouviu as propostas apresentadas pelo deputado estadual  Wellington do Curso
O deputado estadual Wellington do Curso (PP), pré-candidato a prefeito de São Luís, tem montado uma agenda programática intensa. Depois de visitar o arcebispo da capital, Dom Belisário, o parlamentar esteve reunido com o presidente da seccional maranhense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MA), Thiago Diaz.

Na ocasião, Wellington ressaltou o papel de algumas comissões da Ordem, como a de mobilidade urbana, saúde, segurança e educação, fundamentais na fiscalização do trabalho feito pelo Executivo. Bem como a importância de coletar sugestões e ideias para formatação do plano de governo progressista.

“Essas comissões desempenham um papel fundamental na fiscalização dos serviços desempenhados pela prefeitura e governo. É um instrumento que garante a participação popular, ao receber denúncias, e permite um controle dos atos do Executivo. Nós defendemos isso. Defendemos que o povo deve ter acesso aos atos praticados pelo Prefeito ou Governador e tem o direito de cobrar, criticar, sugerir, fiscalizar e exercer aquilo que nos faz um Estado Constitucional de Direito: exercer a cidadania”, concluiu Wellington.

Nem deputados da Mesa conseguem achar Waldir Maranhão

Vera Magalhães
Radar On-Line


Brasília- A Mesa Diretora da Câmara vai fazer uma reunião nesta terça-feira para revogar atos de Waldir Maranhão (PP-MA), como o que permite pagamento ampliado de horas extras para funcionários da Casa.

Os integrantes da Mesa dizem que vão convidar Maranhão para a reunião, caso ele queira defender seus atos. Até agora, nem mesmo os deputados que dirigem a Casa sabem quantos foram assinados nem quais medidas foram adotadas pelo presidente interino.

A dificuldade de comunicação com Maranhão é tão grande que nem mesmo os telefonemas de integrantes da Mesa o interino tem atendido.

Câmara de Vereadores vota reajuste de 10,67% para professores


O plenário da Câmara Municipal de São Luís (foto) aprovou na sessão de segunda-feira, 27, projeto de lei encaminhado pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), que corrige em 10,67% o salário dos professores da rede de ensino da capital, sendo pagos 3,5% na folha de junho retroativo a janeiro e 4,9% em novembro. No entanto, uma parcela da categoria, que se mantém em greve desde o dia 25 de maio deste ano, exige um reajuste de 11,36% integral. Enquanto isso, mais de 80 mil alunos permanecem fora da sala de aula.

O líder da bancada do PDT na Câmara, vereador Pavão Filho, afirmou que a correção foi concedida pelo prefeito dentro da margem prudencial do índice de inflação do período. "Esse é o percentual que pode conceder o município, enquanto outras cidades do país estão parcelando o pagamento dos servidores (Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul)", comentou. 

Na sessão de ontem também foi apreciada e votada uma gratificação de 50% nos vencimentos do agentes de trânsito de São Luís.

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Zorra da TV Globo faz paródia com mulher de Eduardo Cunha

O último episódio da temporada do programa Zorra, da TV Globo, foi ao ar no último sábado, 25, e aproveitou para surfar na onda da Operação Lava Jato, cuja personagem principal foi a esposa do presidente afastado da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB), a jornalista Cláudia Cruz, que foi transformada na "Nova Loira do Trust". Veja!


Ex-deputado do PMDB defende aliança com o PPS ou PP e esquece Câmara

Ex-deputado Joaquim Haickel
O ex-deputado estadual Joaquim Haickel, que tem uma ligação muito próxima com o ex-presidente da República, José Sarney, e com a ex-governadora Roseana Sarney, defende que o PMDB em São Luís deve fechar aliança em torno ou da pré-candidata a prefeita da capital, deputada federal Eliziane Gama (PPS), ou apoiar a pré-candidatura do deputado estadual Wellington do Curso (PP). 

Ele também se mostra contra uma eventual candidatura própria do PMDB na corrida sucessória à Prefeitura, por entender que o partido pode sair perdendo no resultado das eleições de outubro.

"Será um erro estratégico imperdoável apoiar o atual prefeito (Edivaldo Holanda Júnior- PDT) , podendo o PMDB apoiar Eliziane ou Wellington", frisou.

No entanto, em nem um momento o ex-parlamentar defende a pré-candidatura do vereador Fábio Câmara, único representante do partido na Câmara Municipal de São Luís e que faz oposição política à gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior.

Para o vereador Fábio Câmara, não importam as divergências internas no âmbito do PMDB, por entender que existem várias correntes internas na legenda. Porém, no entendimento do parlamentar, sua pré-candidatura é irreversível.

Fábio Câmara dispara contra Roberto Costa e afirma que é pré-candidato do PMDB

O vereador Fábio Câmara disse que sua pré-candidatura é real, mesmo contra a vontade do deputado Roberto Costa
O vereador Fábio Câmara disparou sua metralhadora giratória na direção do deputado estadual Roberto Costa (PMDB), nesta segunda-feira, 27, em entrevista exclusiva ao programa Câmara em Destaque, transmitido das 10h às 13h pela rádio Difusora AM. Na oportunidade, o nobre parlamentar de oposição ao prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), garantiu ser pré-candidato pelo PMDB à Prefeitura da capital maranhense, mesmo a contra-gosto daqueles que se insurgem contra sua posição política. Ele aproveitou para agradecer a atitude da deputada estadual Andrea Murad (PMDB) por ter abdicado de sua pré-candidatura em favor de um consenso interno.  

"O deputado Roberto Costa renega São Luís, a cidade que acolheu ele. Portanto, qual a identidade que ele tem para ser candidato a prefeito de Bacabal e falar em nome do partido? A deputada Andrea Murad já disse que abriu mão para eu ser candidato. Acredito que o (suplente de) senador Lobão Filho, que defende outra candidatura, é apenas uma questão de entendimento. Mas não discordo daqueles que discutem outro nome. Já dizia (o jornalista e escritor) Nelson Rodrigues que toda unanimidade é burra", ressaltou Fábio Câmara.

Ele afirmou com todas as letras que sua pré-candidatura à Prefeitura, nas eleições de outubro deste ano, é irreversível pelo PMDB. "Sou pré-candidato a prefeito de São Luís. Não acredito que o maior partido do Brasil não tenha uma opção para dar a sociedade. Ele (o PMDB) nasceu nas ruas do povo, do movimento democrático brasileiro. Por isso que digo, o deputado Roberto Costa não entendeu a mensagem, pois nas últimas eleições (para governador), o povo nos colocou na oposição", frisou.

Fábio Câmara acrescentou que as discussões internas de um partido fortalecem a sigla. "Roberto Costa não pode mais discutir isso, porque ele está é em Bacabal, onde deve sair candidato a prefeito. Entendo que disputas internas sempre marcaram a minha vida e nunca fugir dela. Desde o primeiro dia nesta Casa estive na oposição. A política é um ponto de interseção entre o povo e o poder público", complementou. 

O vereador disse ter sido um gesto de extrema grandeza, a deputada Andrea Murad ter deixado o caminho livre para que ele pudesse ser o único pré-candidato do PMDB. "Agradeço a grandeza da deputada Andrea Murad por esse ato de grandeza", comentou.

Com relação aos avanços de sua pré-candidatura, Fábio Câmara garantiu que as discussões com outros partidos estão ocorrendo. "Já estivemos conversando com o PSB, com o PR, avançamos na discussão de forma silenciosa e tranquila. Estamos sem dúvida avançando. Ganhamos a presidência municipal do partido e, portanto, resolvemos o problema dentro de casa (no PMDB)", enfatizou o parlamentar.

domingo, 26 de junho de 2016

Fábio Câmara ouve comunidades para montar plano de governo


O vereador Fábio Câmara (PMDB), pré-candidato à Prefeitura de São Luís, está visitando as comunidades da zona rural da cidade, para buscar subsídios para elaborar seu plano de governo que será detalhado durante a campanha eleitoral.

O líder da oposição na Câmara Municipal de São Luís destaca, em suas andanças por bairros da capital, que "é preciso ouvir o povo" para a montagem de um plano de governo que atenda os anseios da população.

Segundo o vereador Fábio Câmara, só quem tem a disponibilidade de ouvir a população saberá os caminhos para que se tenha uma boa gestão pública, voltada acima de tudo para os mais carentes, além de garantir para os próximos quatro ano uma melhor qualidade de vida às comunidades de São Luís.

É PRECISO OUVIR O POVO

A líder comunitária Raimunda, da comunidade Matinha do Maracanã, região da zona rural, elogiou hoje a iniciativa da nossa primeira plenária para a construção do meu Plano de Governo:
"Só quem ouve a comunidade sabe o que ela quer, por isso, ninguém melhor que o povo para saber o que pode ser implementado para solucionar problemas e construir uma cidade que garanta qualidade de vida para todos os seus filhos".