sexta-feira, 18 de agosto de 2017

João Alberto pode vir a ser candidato ao governo pelo PMDB


Caso a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) não consiga emplacar sua candidatura ao governo do Maranhão, em 2018, já está sendo cogitado um "Plano B", nas hostes do grupo Sarney, para que o senador João Alberto (PMDB) possa demarcar território e sair candidato contra a reeleição do governador Flávio Dino (PCdoB).

Até o momento, a ex-governadora vem acompanhando de perto as pesquisas internas do grupo para avaliações futuras sobre seu potencial para concorrer, pela quinta vez consecutiva, ao comando do Palácio dos Leões. No entanto, ela só sai candidata com a garantia de que as intenções de votos no estado lhe sejam favoráveis.

Como o grupo político deve ter dois nomes fortes ao Senado, como o ministro de Meio Ambiente e deputado federal licenciado, Sarney Filho (PV), e o senador Edison Lobão (PMDB), João Alberto acabou ficando de fora e pode vir a encarar essa nova empreitada.

Vale aguardar!

Ciro Gomes esquenta pré-campanha eleitoral à presidência em São Luís


O ex-ministro e pretenso candidato a presidente da República, Ciro Gomes (PDT), desembarca em São Luís, nesta sexta, 18, para participar de um evento político do PDT na capital maranhense. O encontro de lideranças acontecerá a partir das 19 horas, na Casa do Maranhão, na área da Praia Grande, centro histórico da cidade.

Na oportunidade, Ciro Gomes deve falar sobre a conjuntura política e social do país que vive uma crise institucional sem precedentes. Devem estar presentes o presidente nacional da legenda, Carlos Lupi, e o líder da bancada do partido na Câmara federal, deputado Weverton Rocha.

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Veja o vídeo: Governo tenta explicar o caso de mais um "aluguel camarada"


Pelo segundo dia consecutivo, o telejornal Bom dia Brasil, da Rede Globo de Televisão, trouxe o caso envolvendo o "aluguel camarada" da Clínica Eldorado pelo governo Flávio Dino (PCdoB), que vem pagando desde o ano passado a quantia de R$ 90 mil com a clínica fechada. Já foram pagos mais de R$ 900 mil sem nenhum atendimento público.

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

"Quem vive de promessa é santo", diz Marcial Lima


O líder do PEN na Câmara de São Luís, vereador Marcial Lima (foto), cobrou mais empenho e celeridade no andamento de obras e serviços do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Cidades Históricas, o qual a capital maranhense está incluída.

"Precisamos aproveitar o período de estiagem em São Luís para darmos andamento às obras do PAC Cidade Histórica, que não tem resolvido o problema do centro de São Luís. Quem vive de promessa é santo e estamos cansados de promessas do IPHAN (Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional)", disse o parlamentar.

Marcial Lima declarou que a bancada federal do Maranhão possa ser convidada a vir à Câmara para discutir essa questão. "O que se observa é que aqui alguns deputados têm um discurso e lá, em Brasília, é outro. No Centro Histórico nossa cidade está abandonada. Como exemplo, temos o prédio da antiga Rffsa, na Beira-Mar, que está fechado e sendo depedrado. O IPHAN não engana mais a população e o vereador Marcial Lima. Fica a discussão que vamos trazer pelo rádio redes sociais e televisão", ressaltou.

Outro assunto citado na tribuna da Casa pelo vereador foi a problemática da falta de planejamento das obras da Prefeitura sobre asfaltamento nos bairros de São Luís. "A prefeitura vai em um bairro tapa 15 buracos e deixa 36 abertos


Por que que não complementam a obra? Fico triste em saber disso, não se pode mais permitir que a Prefeitura não conclua o serviço. É dinheiro público", criticou Marcial Lima.

Veja o Vídeo! Bom dia Brasil expõe o escândalo de mais um "aluguel camarada"


O telejornal Bom dia Brasil, da Rede Globo, trouxe na edição matinal desta quarta-feira, 16, mais um escândalo de "aluguel camarada" do governo Flávio Dino (PCdoB), que vem pagando desde o ano passado, a quantia de R$ 90 mil por mês por uma clínica fechada e que se encontra em reforma. Já foram pagos mais de R$ 900 mil sem atendimento à população. No local deveria funcionar um hospital de traumatologia e ortopedia.

"Governo serve de abrigo financeiro para filiados do PCdoB", diz deputado


O deputado estadual Edilázio Junior (PV/foto) denunciou na tribuna da Assembleia Legislativa que a gestão do governo Flávio Dino tem servido como uma espécie de "abrigo financeiro" para filiados do PCdoB no Maranhão. Segundo ele, basta vestir uma camisa vermelha e ir para a porta do Palácio dos Leões para receber o abrigo camarada.

“Hoje quem chega à porta do Palácio dos Leões com uma camiseta vermelha, uma bandeira da Venezuela, está empregado. Na Casa Civil e na Secretaria de Comunicação é só comunista empregado. Emprega ficha suja, emprega quem quer que seja. Mas tem que ter o seu contracheque”, disse. 

Edilázio chamou a atenção do governo para os gastos fúteis que estão ocorrendo e que realmente pode gerar uma quebradeira no estado. “Então, governador, dê prioridade para a saúde, para a educação, para segurança, para a infraestrutura. Diminua os gastos com seus aviões que sequer podem voar, diminua os gastos com a Secretaria de Comunicação que só agora vossa excelência passou mais R$ 9 milhões ao secretário Márcio Jerry. Dê prioridade aos maranhenses, só depois dê prioridade às suas luxúrias”, finalizou.

O deputado ressaltou que o governador determinou a licitação de R$ 7,7 milhões de um avião que sequer pode voar. "Aqui no Maranhão o governador me faz uma licitação de R$ 7,7 milhões para gastos com avião que não pode voar. E aí eu quero e espero que o Ministério Público também possa enxergar isso", frisou. 

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Vereador cobra da prefeitura a limpeza das margens do Rio Anil


O vereador Cézar Bombeiro (PSD/foto) está cobrando do prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT) a limpeza do leito do Rio Anil, que segundo ele, está poluído por milhares de garrafas PET. O parlamentar apresentou requerimento que foi aprovado pelo plenário da Câmara Municipal de São Luís para que as margens do rio seja despoluído em uma longa extensão.

Cézar Bombeiro alerta que o leito do Rio Anil, ao longo de toda a Avenida Quarto Centenário, percorrendo os bairros Camboa, Liberdade, Fé em Deus, Alemanha, até um trecho da Vila Palmeira, tem pontos de acúmulo de resíduos sólidos. Entre a sujeira, predominam garrafas vazias de refrigerante, do tipo PET, altamente poluentes, pois não são biodegradáveis, ou seja, não se decompõem naturalmente.

“A situação é preocupante, pois o Rio Anil é fonte de sustento para pescadores, além de servir à prática de futebol, nos momentos de seca”, lembrou. O vereador também atribuiu à poluição as oscilações climáticas que tanto mal têm feito às pessoas. “Reclama-se que a temperatura subiu, mas não há o devido cuidado com o meio ambiente”, advertiu.

O requerimento, de nº 644/17, foi encaminhado ao gabinete do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), com cópia para a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semam).

Veja o vídeo! "Vivemos um tempo de vacas muito magrinhas", diz governador


O vídeo acima mostra que em recente visita ao município de Caxias, o governador Flávio Dino (PCdoB) disse que o Maranhão está quebrado financeiramente e lamentou, na presença do prefeito Fábio Gentil, que o Maranhão vive um tempo de "vacas muito magrinhas".

Flávio Dino escala secretário de Fazenda para limpar a besteira que disse sobre quebradeira do estado


Depois da verborragia do governador Flávio Dino (PCdoB), em visita ao município de Caxias, onde afirmou, categoricamente, que o estado estaria quebrado financeiramente e que somente "Deus proverá" novos recursos e investimentos, o comunista escalou o secretário de estado da Fazenda, Marcellus Ribeiro Alves (foto), para dizer o contrário à imprensa e limpar a besteirada toda que disse o chefe do Executivo.

Em entrevista à rádio do próprio governo, Nova 1290 Timbira, o titular da Sefaz disse que as contas da gestão comunista estão em ordem, pagamentos antecipados, investimentos crescentes e a segunda melhor situação fiscal do país. 

"Tudo isso em apenas dois anos e meio após o atual governo ter herdado um caixa quase vazio e dívidas volumosas. A solução foi cortar despesas e equilibrar o caixa, sem abrir mão de ampliar os serviços públicos. O Maranhão dá exemplo de responsabilidade fiscal”, relatou o secretário.

Apesar da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) destacar que deixou mais de R$ 2 bilhões em caixa, quando deixou o comando do estado no final de 2014, o atual governo prega o contrário. No entanto, o secretário Marcellus Ribeiro tenta justificar a tese governamental apresentada em Caxias. “Recebemos poucos recursos em caixa, insuficientes para pagar até mesmo a conta de energia elétrica. Mas foram adotadas várias medidas, que começaram a surtir efeito”, afirma.

No site oficial do governo do estado, o secretário ressalta ainda "que as dificuldades foram ainda maiores por causa da crise econômica pela qual o Brasil passa. Somente em 2015 e 2016, por exemplo, mais de R$ 1,2 bilhão de transferências da União – asseguradas pela Constituição – deixaram de ser repassadas para o Maranhão".

“Mas terminamos o ano de 2016 como o segundo estado com melhor situação fiscal do país, mantendo o nível de investimentos elevados. Isso nos deixa otimistas em relação ao futuro”, acrescenta Marcellus, referindo-se a um estudo da Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) sobre as contas públicas estaduais.

O secretário lembra também a velha máxima de que há muitos estados mais ricos que o Maranhão em situação de penúria fiscal. “Estão praticamente quebrados, sem condição de pagar sequer a folha de seus funcionários. No nosso caso, conseguimos atravessar bem 2015 e 2016. A previsão até o fim do ano é de equilíbrio”, disse, ressalvando sempre que a crise financeira nacional impede qualquer tipo de previsão consolidada.

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

"Quero pedir ao prefeito a exoneração do secretário Moacir", diz Marquinhos


O líder do DEM na Câmara de São Luís, vereador Marquinhos Silva (foto), voltou a criticar duramente a inabilidade e a insensatez do secretário Moacir Feitosa no trato com a educação pública na capital. Para o parlamentar, o titular da Semed se mostra intransigente em não sentar para negociar com os professores da rede municipal de ensino que já estão há 14 dias em greve geral, deixando milhares de crianças sem aula.

"Quero pedir ao prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) para exonerar o secretário de Educação (Moacir Feitosa) de nosso município. É inadmissível e vergonhoso para esta cidade, para esta Câmara e para o prefeito, permitir que no oitavo mês deste ano ainda tenhamos escolas que ainda não iniciariam as aulas", declarou.

Marquinhos implorou para que o gestor municipal pedetista faça alguma coisa para resolver essa problemática. "Não podemos continuar calados e com esse descaso com o nosso município. São gerações de crianças que estão sendo prejudicadas e a marginalidade é quem vai dar no futuro, aquilo que a gestão municipal não vai dar. Que o prefeito pense nos seus dois filhos e reflita no que está aí na área da educação", frisou.