terça-feira, 23 de agosto de 2016

A experiência que faz a diferença


O vereador Sebastião Albuquerque (PRP) garante que apesar das dificuldades mais uma vez irá colocar o seu nome à disposição da população de São Luís na busca por mais um mandato eletivo na Câmara Municipal. "Vamos mais uma vez colocar o nome para São Luís julgar", declara o parlamentar.

Sebastião Albuquerque, que é considerado um dos vereadores mais experientes no Legislativo da capital maranhense, com cinco mandatos eletivos, continua mantendo suas atividades no parlamento municipal, aliado às constantes visitas que faz às comunidades carentes da cidade.

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Não é que os apoios estão chegando de mansinho


Depois do ex-prefeito Tadeu Palácio, agora é a vez do quase e ex-pré-candidato do PHS à Prefeitura de São Luís, o médico, jornalista, advogado, músico e ex-vereador Dr. João Bentivi declarar apoio à candidatura da vereadora Rose Sales (PMB) na disputa pela Prefeitura de São Luís, nas eleições de outubro deste ano.

A adesão do intrépido Bentivi à candidatura Rose Sales está agendada para acontecer nesta quarta-feira, 24, às 19 horas, em solenidade no Ícaros Recepções, no bairro da Alemanha. Vale ressaltar que o médico Dr. Bentivi chegou quase às portas das convenções partidárias a sair candidato a prefeito. No entanto, o PHS acabou fechando apoio à candidatura do deputado estadual Wellington do Curso (PP), na corrida sucessória municipal.

O fato acabou quebrando as pernas e as asas de Bentivi, que agora quer que tudo fique Rose em São Luís.

Como a política é dinâmica

Os vereadores Manoel Rêgo e Chaguinhas chegaram a abraçar a candidatura de Eliziane Gama
Atualmente fazendo parte da trupe político-partidária do candidato Wellington do Curso (PP), os vereadores Francisco Chaguinhas e Manoel Rêgo (ambos do PP) chegaram a  sentar na mesma mesa com o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), e depois de acordos quebrados, se debandaram de mala e cuia para o lado da deputada federal Eliziane Gama (PPS), que também concorre à sucessão municipal na capital maranhense, nas eleições do dia 2 de outubro deste ano.

No entanto, como a política é muito dinâmica e voraz, os dois parlamentares resolveram vestir a camisa do PP e estão apostando todas as fichas na eleição do candidato e deputado estadual Wellington do Curso, que vem crescendo no apelo popular. Resta saber como ficam as pretensões dos dois vereadores, caso Wellington não consiga alcançar o tão esperado sonho de administrar São Luís.

Acredito que só haverá duas alternativas para ambos: num eventual segundo turno, tanto Chaguinhas quanto Manoel Rêgo voltarão aos braços ou do prefeito Edivaldo ou arriscarão apoiar a Noviça Rebelde do PPS.

Façam suas apostas!

A força que vem de Astro de Ogum

O vereador Astro de Ogum (PR) mais uma vez mostrou força ao reunir centenas de lideranças
O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Astro de Ogum (PR), deu a largada em sua campanha à reeleição para mais um mandato eleitoral com uma grande festa no bairro da Vila Palmeira, no último sábado, 20. O evento foi marcado por diversas manifestações de apoio ao parlamentar por lideranças comunitárias da área.

“Sem dúvida, é o melhor nome mais uma vez, para nossa Vila Palmeira e para São Luís, Quem Lembra da situação do caos no bairro vista antes para hoje todo revitalizado. O Astro é um político atuante, um homem que está permanentemente nas comunidades ouvindo a população. Ele conhece a realidade da cidade e tem propostas melhor. Por isso mais uma vez, a Vila Palmeira apoia ele”, disse George Campos, líder comunitário.

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Fábio Câmara quer acabar com a "gestão empurra"


O vereador e candidato a prefeito de São Luís, Fábio Câmara (PMDB/foto), vem condenando os atuais modelos de administração pública que se instalou na capital maranhense. Intitulado de "gestão empurra", o candidatável justifica que nos últimos anos problemas nas áreas de transporte e mobilidade urbana, por exemplo, sempre são dos outros e nunca do prefeito que gerencia a cidade. 

"São Luís precisa de um prefeito com olhar no futuro e não no passado. Ao longo dos últimos dez anos todos que os gestores que administram a cidade adotaram o modelo de gestão baseada no ‘empurra’, sempre culpando o antecessor por falhas", declara Fábio Câmara.

O nobre candidato do PMDB garante que fará uma campanha propositiva para mostrar para a população de São Luís, não só as mazelas, mas também encontrar soluções viáveis para a melhora da qualidade de vida das comunidades que aguardam por uma transformação radical nas prioridades de gestão pública. 

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Márlon Reis diz que ministro quer descredibilizar a Lei da Ficha Limpa

Ex-juiz de Direito, Márlon Jacinto Reis
O ex-juiz de Direito, Márlon Jacinto Reis, atualmente assessor jurídico do partido Rede Sustentabilidade (Rede), idealizado pela ex-senadora Marina Silva, rebateu as críticas do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, sobre a eficácia da Lei da Ficha Limpa, considerando-a uma norma criada por "bêbados".

Márlon Reis, endeusado com um dos maiores defensores da legislação eleitoral em questão, afirmou ao site Congresso em Foco que "ele (Gilmar Mendes) utiliza esse tipo de ataque no sentido de descredibilizar uma das mais importantes conquistas brasileiras".

Com a palavra Gilmar Mendes!

A ficha limpa dos bêbados e o equilibrista



O que será que diz o ex-juiz Márlon Jacinto Reis (foto) e atual militante e assessor regional do partido Rede Sustentabilidade (Rede) no Maranhão sobre as últimas declarações do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, ao afirmar que a Lei da Ficha Limpa é mal feita e que parece ter sido feita por bêbados?

“Essa lei já foi malfeita, eu já disse no plenário. Sem querer ofender ninguém, mas já ofendendo, que parece que foi feita por bêbados. É lei malfeita. Ninguém sabe se é contas de gestão, de governo”, criticou o ministro, durante a sessão plenária do STF.

As ásperas críticas do presidente do TSE à Lei da Ficha Limpa, de iniciativa popular, foram proferidas na quarta-feira, 17, quando Gilmar Mendes disse que a legislação parece ter sido feita por "bêbados". Segundo a Lei, que é bastante defendida pelo ex-juiz Márlon Reis, ficam inelegíveis os candidatos a cargos públicos que tiverem suas contas rejeitadas.

O comentário do ministro Gilmar Mendes veio à tona após a decisão do STF, que na semana passada, por seis votos a cinco, entendeu que cabe às câmaras municipais dar a palavra final sobre as contas de candidatos. Dessa forma, políticos que tiveram suas contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas local, poderão concorrer nas próximas eleições, caso elas não tenham sido rejeitadas pelas câmaras municipais.

As contas de governo mostram a execução orçamentária, planos de governo e programas governamentais, além de limites de gastos para a saúde, educação e pessoal. Já as contas de gestão são acompanhadas de notas fiscais, liquidações e ordenamentos.

O PSDB que se apequenou aos pés da Noviça Rebelde

O deputado estadual Neto Evangelista e suas contradições político-partidárias no período eleitoral em São Luís
O mesmo deputado estadual Neto Evangelista, que em maio deste ano afirmava que o PSDB em São Luís se apequenou por apoiar a deputada federal Eliziane Gama (PPS) na disputa pela Prefeitura da capital, agora anda cantando em verso e prosa que confia numa futura gestão da "Noviça Rebelde". "Eu confio em Eliziane, sei que ela pode fazer um grande governo em São Luís", declarou o parlamentar tucano, que no momento está secretário de estado de Desenvolvimento Social na gestão do governador Flávio Dino (PCdoB).

Neto Evangelista era um dos nomes fortes do PSDB para que o partido lançasse uma candidatura própria pela corrida ao Palácio La Ravardière, sede do governo municipal. No entanto, os tucanos resolveram dividir o palanque eleitoral em apoio à candidatura da deputada federal Eliziane Gama, que tem como companheiro de chapa o vereador José Joaquim (PSDB).

Pelo que disse anteriormente o deputado Neto Evangelista o PSDB parece ter mesmo se apequenado, no entanto, os fins sempre justificam os meios.

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Eleição em São Luís deve focar no tripé Edivaldo, Eliziane e Wellington

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) disputa contra os deputados Eliziane Gama (PPS) e Wellington do Curso (PP)
A eleição para prefeito de São Luís deve ter como principal eixo as candidaturas à reeleição do gestor municipal Edivaldo Holanda Júnior (PDT), da deputada federal Eliziane Gama (PPS) e do deputado estadual Wellington do Curso (PP). Em segundo plano aparecem os demais concorrentes como a vereadora Rose Sales (PMB), o vereador Fábio Câmara (PMDB), a professora Cláudia Duran (PSTU) e o militante Valdeny Barros (PSOL).

Os candidatos apostam todas as fichas com o início da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na TV, a partir do próximo dia 26. Edivaldo, Eliziane e Wellington devem protagonizar embates na conquista ao eleitor desde o primeiro dia de campanha, já que neste ano o período eleitoral foi reduzido de 45 para 35 dias.

O prefeito Edivaldo em seu primeiro programa deve apresentar uma campanha propositiva, ressaltando ao eleitor sua intenção em se reeleger e concluir as propostas que ficaram em aberto ainda no primeiro mandato eleitoral. Já Eliziane deve buscar a conquista ao eleitor, mostrando eventuais desacertos da gestão do atual prefeito. Wellington irá se apresentar ao eleitor como uma das alternativas do processo eleitoral.

É hora de aguardar pra ver no que vai dar!

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

O mesmo TCE que afaga o filho, também condena Waldir Maranhão

O deputado federal Waldir Maranhão (PP) acabou sendo alvo do mesmo tribunal que abrigou seu filho 
O deputado federal Waldir Maranhão (PP-MA), vice-presidente da Câmara dos Deputados, foi condenado a pagar multa de R$ 930 mil e a devolver quase R$ 10 milhões aos cofres da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), enquanto era reitor, em 2005. As contas da universidade foram reprovadas no último dia 3, pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), mesmo órgão em que seu filho, o médico Tiago Augusto Maranhão, recebia fantasmagoricamente quase R$ 7 mil mensais, mesmo morando fora do estado, prestando serviços médicos em São Paulo. O filho do parlamentar respondia como assessor de gabinete do ex-presidente e conselheiro do TCE, Edmar Cutrim.

Segundo o TCE, houve uma diferença de R$ 76 mil entre o saldo da conta "Bens Móveis do Balanço Patrimonial" (de R$ 12.648.390,50) e o inventário Físico-Financeiro de Bens Móveis (de R$ 12.572.390,50); o saldo da conta "Bens Imóveis do Balanço Patrimonial" (de R$ 19.494.690,57), também não equivale ao total do Inventário Físico-Financeiro de Bens Imóveis (de R$ 19.988.915,67), ou seja, uma diferença de R$ 494.225,10.

Outra irregularidade é que não constou na prestação de contas a abertura de crédito adicional de R$ 11.702.515,00, entre outros pontos mostrados pelo TCE. Devido ao erário municipal, o deputado deverá devolver o montante de R$ 9.483.711,36, a ser recolhido no prazo de quinze dias, a contar da publicação oficial do acórdão.