segunda-feira, 27 de julho de 2015

Senador Roberto Rocha faz desabafo sobre perseguição em blogs


Do blog do Robert Lobato

O senador Roberto Rocha (PSB) usou seu perfil na rede social do Facebook para fazer uma espécie de desabafo em relação aos ataque vem sofrendo de setores da blogosfera maranhense.

Chama a atenção na postagem de Rocha, o fato de sugerir que as agressões sistemáticas contra a sua pessoa podem ser em função da postura política “independente” que teria diante do Palácio dos Leões.

“Quando um blog dedica três posts consecutivos a me criticar, sem ao menos me ouvir, não precisa de muita ciência pra saber que interesses estão por trás. Mas se esse é o preço a ter que pagar pela independência, por não ser submisso a pequenas seitas que gravitam em torno do Palácio dos Leões, que assim seja". O cientista político Juliano Corbellini tem uma teoria para explicar porque certos blogs se prestam a esses serviços. Ele a chama de “Cretinos Necessários”.

Corbellini sustenta que certos blogueiros topam ser contratados/usados para fins de atacar alguém e desconstruí-lo através de postagens sistematicamente negativas. Seria “o preço da revolução”, mesmo os contratantes sabendo dos riscos que correm, no futuro, de chantagens e ameaças por parte dos tais “cretinos necessários”.

A expressão usada pelo cientista politico gaúcho não é originalmente sua, apenas fez uma adaptação para explicar alguns eventos que ocorrem na blogosfera nativa.

Faz sentido, mas é absolutamente lamentável!avitam em torno do Palácio dos Leões, que assim seja.”, postou.

Prefeito Edivaldo anuncia fechamento do Aterro da Ribeira


A cidade de São Luís é uma das primeiras capitais a se adequar ao Plano Nacional de Resíduos Sólidos. O prefeito Edivaldo anunciou oficialmente neste sábado (25) durante vistoria no Aterro da Ribeira o encerramento de operações de depósito de resíduos no local e o redirecionamento do descarte para a Central de Tratamento de Resíduos (CTR). O antigo aterro, em funcionamento há quinze anos, passará por um processo de recuperação ambiental.

"Este é um momento importante é histórico para a cidade porque obedece ao que rege a política nacional de resíduos sólidos. A partir de hoje, os resíduos serão destinados para um local ambientalmente correto. É um local moderno, que atende a todas as exigências legais. Estamos aqui selando uma nova etapa para as políticas públicas relacionadas ao meio ambiente em nossa cidade e buscando meios de desenvolvimento sustentável", afirmou o prefeito Edivaldo.

Desta forma e com a participação consciente do cidadão, São Luís terá um tratamento correto e adequado de resíduos, com impactos positivos dos pontos de vistas econômico e social. "O lixo não descartado corretamente é foco de doenças e podem ocasionar problemas sérios como enchentes devido ao entupimento de canais e galerias. A gestão de resíduos sólidos é também uma questão de saúde pública", pontuou Edivaldo.

De acordo com o cientista ambiental Marcio Vaz, consultor da São Luís Engenharia Ambiental (Slea), o Aterro da Ribeira sofrerá um monitoramento geométrico ambiental de águas superficiais, com drenagem e colocação de grama, para a recuperação da área. O Plano de Recuperação de Área Degradada tem duração entre 30 e 40 anos.

A partir deste sábado (25), todos os resíduos orgânicos coletados em São Luís pelas equipes de limpeza pública da Prefeitura de São Luís estão sendo descartados na CTR, administrada pela empresa Titara, localizada no povoado Buenos Aires, município de Rosário, a 60 quilômetros da capital maranhense.

Trairagem no grupo do governador Flávio Dino tenta minar as bases do senador Roberto Rocha


Por Leandro Miranda
Do Blog do Marrapá

A situação do senador Roberto Rocha (PSB/foto) é muito complicada. Os próximos meses prometem ser de muita turbulência por conta da incerteza de sua permanência do Senado. Seu mandato está ameaçado por uma Representação por Captação Ilícita de Recursos, de iniciativa do PMDB. O processo tramita no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE) e deve ir a julgamento, no máximo, até setembro.

A fonte do blog informa que a prestação de contas do senador Roberto Rocha estaria cheia de irregularidades que podem levar à cassação de seu mandato. Teriam sido encontrados vários ‘buracos’, como utilização de notas frias, de empresas de fachada, prática de caixa dois, dentre outros.

Uma fonte de Brasília informa que o ex-senador Sarney acha que possivelmente Roberto Rocha perderá o mandato e que não caberá recurso. Além de deixar o cargo, Roberto Rocha poderá ficar inelegível por oito anos. Em se confirmando a cassação, será realizada nova eleição para o senado no Maranhão.

Alguns analistas ouvidos pelo blog acham que o recente artigo do deputado federal José Reinaldo Tavares, propondo um pacto pelo Maranhão, teve um objetivo claro: uma aproximação com o senador José Sarney para que seja ‘ungido’ candidato pelos grupos políticos do governo e oposição, em caso de nova eleição. 

José Reinaldo já teria conhecimento que a situação de Roberto Rocha é crítica e que, diante das irregularidades na prestação de contas, dificilmente permanecerá no Senado.

Em entrevista à Rádio São Luís, na manhã de sexta-feira (23), o ex-governador voltou a tecer elogios ao ex-senador José Sarney. “O Sarney é poderoso. Se ele quiser atrapalhar, atrapalha, pois tem força política pra isso. Ele não está morto. Tem 86 anos, mas está vivo. A Dilma não consegue governar sem o PMDB e sem o Sarney. Ele tem força política”, disse Reinaldo. Além disso, o ex-governador disse que a presidente Dilma não tem forças para contrariar Sarney.

Em determinado ponto da entrevista, José Reinaldo deixou escapar um dos motivos para se reaproximar do grupo Sarney. Disse que sempre desejou ser senador pelo Maranhão. Um sonho que pode ser realizado com uma nova eleição e com o apoio do senador Sarney?

Enquanto José Reinaldo ainda sonha com uma cadeira no Senado, Roberto Rocha vive dias de incertezas quanto ao seu futuro político. Sem mandato, voltará ao limbo, à insignificância na política, podendo perder peso político para continuar tentando controlar o PSB.

Roberto Rocha Jr. apresenta projetos de melhorias para o Parque do Itapiracó


Numa reunião com representantes do grupo “Amigos do Itapiracó”, o vereador Roberto Rocha Junior (PSB), juntamente com os secretários adjuntos das Secretarias Estaduais de Meio Ambiente, Antonio Rosendo Junior, e de Licença Ambiental, Victor Belo, apresentou e discutiu vários projetos de melhoria para o Parque e para a população residente em seu entorno. 

O encontro aconteceu na sede da Secretaria de Meio Ambiente, no Calhau.O grupo de Amigos do Parque Itapiracó é composto por representantes de moradores da região vizinha a Área de Proteção Ambiental do Itapiracó, e que lutam pela preservação e conservação do Parque. 

Na oportunidade, eles deram ao vereador e aos secretários adjuntos, um abaixo assinado e uma petição contendo uma série de reivindicações, entre elas, a continuação das obras do Parque; a instalação de lixeiras; coleta regular do lixo na área; urbanização no entorno do parque; conclusão das etapas de revitalização consideradas prioritárias, como as praças do Atleta, da Criança e da Família; as praças solares que estão situadas no decorrer da pista principal de passeio e corrida, entre outros.

“Foi muito produtiva a reunião que tivemos com os moradores da área do Itapiracó, intermediada pelo vereador Roberto Rocha Jr., onde pudemos ouvir as reivindicações dos moradores. Estamos realizando algumas intervenções no Parque, e queremos criar uma parceria com a comunidade para que ela nos ajude a preservá-lo”, disse o secretário adjunto da Sema, Rosendo Jr. 

Melhorias- No início desse mês, a pedido de Roberto Rocha Júnior, a Sema realizou algumas ações emergenciais, como serviços de limpeza em toda a área do Parque. O parlamentar, que preside a Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal, disse que essas ações serão intensificadas, e se comprometeu em continuar lutando junto à Sema, para que o Parque do Itapiracó receba todas as melhorias que os moradores há muito tempo reivindicam. 

Entre elas, está a continuidade do projeto de construção do Complexo Ambiental da APA do Itapiracó, que pretende revitalizar toda a área degradada por meio de uma infraestrutura capaz de viabilizar novas opções de lazer, construção de novas áreas dedicadas a manifestações culturais, criação de pólo de atração para o turismo intermunicipal e turismo de eventos, entre outros.

“Serão usados 197 hectares que abrigará um dos projetos mais grandiosos de revitalização já implantados em nosso estado. O Complexo Ambiental da APA irá usar áreas já degradas para construir opções de lazer que irá beneficiar toda a população de São Luís, principalmente os moradores da região”, disse.

Lucas Oliveira, um dos representantes dos Amigos do Parque Itapiracó, ressaltou a importância da mediação feita pelo vereador Roberto Rocha Júnior, para que a comunidade pudesse levar suas reivindicações à Secretaria. 

“Toda ajuda é bem vinda, e a mediação feita pelo vereador junto à Sema, foi de fundamental importância para que ficássemos a par dos benefícios que a Secretaria pretende levar para o Parque. Só a apresentação do projeto já nos deixa na expectativa de uma APA melhor. Temos certeza de que qualquer decisão que eles tomarem será em prol do bem coletivo de toda a comunidade”, disse.

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Discussões e mudanças no PMDB


Ao que tudo indica, a direção municipal do PMDB em São Luís deve reeleger nesta sexta-feira, 24, o deputado estadual Roberto Costa presidente municipal da sigla na capital maranhense. Quem ficará na vice-presidência deve ser o vereador Fábio Câmara, que buscará à reeleição nas eleições de 2016.

O deputado Roberto Costa admite que o PMDB não deve ficar de fora da discussão sobre a sucessão ao prefeito Edivaldo Holanda Júnior. Ainda há uma indefinição sobre qual nome o partido pode lançar a uma eventual disputa eleitoral majoritária.

A direção do PMDB pretende analisar também o imbróglio envolvendo a rota de colisão com o ex-secretário municipal de Saúde, Ricardo Murad, e sua filha, a deputada estadual Andrea Murad, que podem estar deixando o partido nas próximas horas.

Rollemberg nomeia ‘homem de Sarney’ para a Secretaria da Saúde

Fábio Gondim assume secretaria em Brasília
Por Wilson Lima
Do Congresso em Foco

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB), deu posse nesta quinta-feira (23) ao consultor do Senado Fábio Gondim, de 47 anos, na função de secretário da Saúde do Distrito Federal. Gondim foi secretário de Gestão e Previdência do governo Roseana Sarney (PMDB), no Maranhão, e é afilhado político e considerado “homem de confiança” do ex-presidente da República José Sarney (PMDB-AP).

Na quarta-feira (22), o então secretário de Saúde, João Batista de Sousa, pediu exoneração do cargo após sofrer duras críticas de deputados distritais e também por denúncias sobre a proliferação da bactéria KCP – a chamada superbactéria – em hospitais públicos do DF. Ao tomar posse, o novo secretário disse que tem como prioridade “descentralizar o modelo de gestão”. “Dessa maneira, vamos dar maior agilidade a processos como compra de medicamentos e assinatura de contratos”, afirmou hoje Gondim em solenidade no Palácio do Buriti, sede do governo distrital.

Gondim fez carreira apadrinhado pela família Sarney. Em 2009, ele foi escolhido por Sarney, na época presidente do Senado, como integrante da comissão de sindicância que apurou o uso dos atos secretos na Casa. A comissão concluiu os trabalhos recomendando a abertura de processo administrativo contra dois ex-diretores do Senado, o hoje deputado distrital Agaciel Maia (PTC) e João Carlos Zoghbi. O relatório final não citava nem Sarney, que era apontado como principal responsável pelos atos secretos, nem qualquer outro senador, sob o argumento de que faltava à comissão de sindicância competência para investigar parlamentares. À época, Gondim chegou a ser cotado para assumir a diretoria-geral no lugar de Agaciel.

Após atuar como secretário do governo de Roseana, indicado pelo próprio Sarney, tentou se eleger deputado federal. Lançou a candidatura em 2014, pelo PT, também com apoio de integrantes da família Sarney, mas acabou não se elegendo.

Durante sua posse, Gondim disse também que está em seus planos mudar o foco da atenção à saúde. Hoje,  segundo o governo do Distrito Federal, 27% dos atendimentos na capital federal são na atenção básica (postos de saúde e de pronto atendimento). O objetivo, para Gondim, é subir o índice para 80%. “Com isso, desafogaremos os hospitais”, justificou. Outra preocupação de Gondim é melhorar as emergências e os prontos-socorros da rede hospitalar. “Enquanto a mudança do foco não for realidade, é preciso garantir que os pacientes tenham assistência de qualidade nos hospitais.”

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Vereador do PSB prestigia aula do Bombeiro Mirim

Vereador Roberto Rocha Júnior
O vereador Roberto Rocha Júnior (PSB) participou da aula inaugural do programa “Bombeiro Mirim”, realizada na sede da União de Moradores da Vicente Fialho. O programa é um projeto de complementação educacional desenvolvido pelo Corpo de Bombeiros do Estado do Maranhão (CBMMA), destinado às crianças e adolescentes de 6 a 18 anos, de ambos os sexos, e que residem em regiões socialmente vulneráveis.

Com foco na reeducação através de práticas saudáveis, o programa tem como objetivo disponibilizar a valorização da cidadania e inclusão social, por meio da preparação para ações de defesa civil, práticas de prevenção às drogas e a violência, atividades de conservação do patrimônio ambiental, noções de primeiros-socorros, prevenção e combate a incêndio, educação no trânsito, salvamento e defesa civil, dentre outros.

“A intenção do programa é trazer para os jovens da nossa região, toda uma estrutura que os ajudará em todas as áreas, tanto escolar, quanto familiar e social. Eles terão acompanhamento constante com profissionais capacitados que vai auxiliá-los no que for preciso para que eles se tornem cidadãos melhores”, ressaltou o presidente da União de Moradores da Vicente Fialho, Antônio Lourenço Costa.

Durante a solenidade, ao fazer uso da palavra, Roberto Rocha Júnior destacou a importância dos conhecimentos que os jovens da Vicente Fialho terão por meio do programa Bombeiro Mirim.

IBGE registra maior taxa de desemprego no país


O desemprego em junho alcançou 6,9%, ficando praticamente estável em relação à taxa de 6,7% de maio, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Mesmo assim, junho registra a maior taxa de desemprego para o mês desde 2010, quando o índice foi 7%, como mostra aPesquisa Mensal de Emprego (PME) divulgada nesta quinta-feira (23).

O IBGE informou que a taxa de desemprego de junho aumento de 2,1 pontos percentuais em relação ao mesmo mês do ano passado, quando a alta do desemprego ficou em 4,8%. Em junho deste ano havia 1,7 milhão de pessoas desocupadas, resultado estável em relação a maio, mas um aumento de 44,9% (mais 522 mil pessoas) em relação a junho de 2014. Já a população ocupada em junho era 22,8 milhões, também estável em comparação a maio, indicando porém recuo de 1,3% (ou menos 298 mil
pessoas) na comparação com o mesmo mês do ano passado.

Segundo o IBGE, em junho, a população não economicamente ativa manteve-se em 19,3 milhões de
pessoas, o que indica estabilidade em relação a maio. Já o número de trabalhadores com carteira assinada no setor privado (11,5 milhões) ficou estável no mês, mas recuou 2% (menos 240 mil pessoas) em relação a junho de 2014.

A pesquisa do IBGE indica que o rendimento médio real habitual do trabalhador subiu 0,8% de maio para junho, ficando em R$ 2.149,10. Mas recuou 2,9% em relação a junho do ano passado. Já a massa de rendimento médio real habitual ficou estável de maio para junho: alcançou R$ 49,5 bilhões.

A massa de rendimento caiu, no entanto, 4,3% em relação a junho de 2014. A PME é realizada nas seguintes regiões metropolitanas do país: Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre

STF barra sentença até que Moro explique depoimento que cita Cunha


Da Veja

Brasília- O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski (foto), determinou na quarta-feira (22) a abertura de prazo de 10 dias para que o juiz Sergio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato em Curitiba, explique, por meio eletrônico, o contexto em que foram tomados depoimentos que citam o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). 

O pedido de explicações servirá para embasar o recurso em que o parlamentar questiona a legitimidade de Moro conduzir depoimentos em que autoridades com foro privilegiado são citadas. Lewandowski já havia aberto prazo para as explicações de Moro, mas agora o magistrado deve remeter as justificativas ao STF antes de proferir qualquer sentença sobre irregularidades no processo em que Cunha é citado.

Na última semana, em depoimento pedido pela defesa do lobista Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano e apontado como o operador do PMDB no escândalo do petrolão, o executivo Julio Camargo acusou Cunha de ter pedido propina de 5 milhões de dólares como parte de um acordo para viabilizar que contratos de navios-sonda fossem viabilizados com a Petrobras. 

De acordo com o delator Fernando Baiano foi o primeiro a repassar, em nome de Cunha, a reclamação de um "débito" de 5 milhões de dólares. A dívida total de propina naquele contrato de navios-sonda girava em torno de 8 a 10 milhões de dólares, sendo que a Cunha cabia a cifra de 5 milhões de dólares.

"Depois que voltei da Coreia (...) chamei o Fernando [Baiano] e disse 'Fernando, realmente estamos com um problema'. E ele disse 'realmente estamos com um problema porque estou sendo pressionado violentamente, inclusive pelo deputado Eduardo Cunha, e isso vai chegar a uma situação muito embaraçosa para mim e para você com certeza vai ser muito mais embaraçosa'", revelou o delator ao juiz Moro. De acordo com o delator, era época de campanha eleitoral e Eduardo Cunha disse que "não tinha mais condições de aguardar".

O depoimento que implicou o deputado Eduardo Cunha no petrolão esgarçou a relação do peemedebista com o governo e levou o deputado a romper formalmente com a base de apoio da presidente Dilma Rousseff. Desde então, o parlamentar reuniu todos os pedidos de impeachment contra a presidente para que eles possam ter continuidade e ainda deu aval para a criação de quatro comissões parlamentares de inquérito (CPIs) para investigar irregularidades em financiamentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e em investimentos de fundos de pensão de estatais.

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Zé Reinaldo surpreende ao pregar a reconciliação com Sarney

Quem diria que o ex-governador e atual deputado federal José Reinaldo Tavares (PSB) deixaria o rancor de lado e traria à pauta, por meio de artigo, uma união, em prol do interesse comum, com o ex-senador José Sarney (PMDB), até então seu inimigo político e pessoal. 

O artigo do ex-governador surpreendeu a todos no meio político, por sugerir uma reconciliação com o senador Sarney. No texto, Zé Reinaldo admite que não irá mais criticá-lo. “Isso ficou para trás e tenho que olhar para a frente e não ficar remoendo o passado”, disse.

Confira a íntegra do texto abaixo:

Pacto pelo Maranhão

José Sarney foi sem dúvidas o político que reteve maior poder e prestígio político no Maranhão, além de ter sido um dos mais fortes do país. E ficou mais poderoso ainda após o exercício na presidência da república. Sarney foi o poderosíssimo ex-presidente, sobretudo no governo de Lula da Silva. Mandava e desmandava à vontade e Lula chegou a dizer, inclusive, que Sarney não era um homem como os outros. Era quase um mito.

Mas no Maranhão, em que pese o seu julgamento, ficou devendo muito em relação ao que poderia ter feito, considerando o seu poder pessoal e político incontestáveis.

Mas, enfim, este não é um artigo para criticá-lo. Isso já fiz muitas vezes ao longo de muitos anos e por isso recebi muitas vezes o peso de sua ira. Contudo, isso ficou para trás e tenho que olhar para a frente e não ficar remoendo o passado.

Sarney não tem mais a força que teve, mas ainda tem muito prestígio pessoal e ainda detém grande força política. Isso é inegável.

Hoje se diverte criticando o governo de Flávio Dino, homem que derrotou de maneira muito clara o seu grupo político. Isso são fatos.

Farei aqui um apelo ao ex-presidente e àquele político que fascinou a todos os jovens promissores que com ele trabalharam, quando governador e nele acreditaram, como eu. Vejam bem, não estou pedindo aqui que deixe de fazer oposição, sendo esse o seu desejo. Não, nada disso! Estou propondo é um pacto pelo Maranhão, por esse estado pobre e com grande parte da população vivendo com renda oriunda do Bolsa Família. Estou propondo uma união de importantes forças políticas em torno de projetos fundamentais para o desenvolvimento do estado e para tirar o estado dessa situação. O Ceará fez isso no passado e disparou com uma agenda de consenso que o transformou num dos estados mais importantes do país. E o nosso Maranhão tem muito mais condições naturais para o desenvolvimento que o Ceará, mas hoje estamos bem atrás.

Países só se desenvolveram com pactos como esse, vejam o caso da Espanha, onde as questões eram tão acirradas que chegaram a ir a uma guerra civil sangrenta e terrível. Lá ficou na história o Pacto de Moncloa, fundamental para a busca do desenvolvimento que hoje sustenta a Espanha moderna.

É claro que se isso não acontecer, iremos lutar até conseguirmos, mas se pudermos fazer uma agenda acima da política, juntando as forças de todos que puderem contribuir, será muito mais fácil e mais rápido conseguir mudar o Maranhão.

Parece óbvio que o ex-presidente teria, como tem em qualquer lugar, uma participação muito importante em tudo. Repito: não se trata de pacto político, mas sim de tentar elencar um grupo de projetos estruturantes para que possamos pular etapas e colocar o Maranhão em seu lugar entre os estados mais promissores do país.

Aqui falo por mim. Não falo por mais ninguém. Portanto não se trata de qualquer tipo de barganha. Não se trata da oferta de cargos em troca de apoio. Não é, enfatizo, um pacto político. Não se trata, enfim, de troca de favores.

O que pretendo é unir todos pelo desenvolvimento do Maranhão. É escolher pelo debate alguns projetos realmente fundamentais para alavancar o crescimento do estado e melhorar a vida sofrida de nossa população. Entre nós temos vários políticos de enorme prestígio, a começar pelo governador Flávio Dino e pelo ex-presidente José Sarney, juntando senadores, deputados federais e estaduais. Temos força política para, juntos nesse propósito, conseguirmos grandes avanços, desde que todos puxem numa só direção. O momento é de imensa dificuldade. O país quebrado, o governo federal politicamente paralisado por uma crise que começou política, indo em seguida tomar conta da economia e agora é social, com a inflação e o desemprego batendo à porta.

Não será tarefa fácil. Mas se estivermos unidos e com uma pauta bem estabelecida, creio que seremos fortes, objetivos e com grandes chances de conseguirmos grandes avanços. Só o fato de termos uma agenda em comum será de uma importância extraordinária.

Falo por mim, sem medos de patrulhas e de maus entendidos. Não serei eu a ganhar nada me arriscando assim. Será o povo do Maranhão. Mas sei que muitos entre nós pensam como eu. Não estarei sozinho e nem pregando no deserto. Nossa sociedade não perdoará a nós políticos, se não nos unirmos em torno do projeto maior que é o desenvolvimento do Maranhão. Essa é a finalidade maior de estarmos na política, com ou sem mandatos.

“Pronto, falei” – como dizem os internautas. Peço a reflexão de todos. Não se trata de rendição e nem de submissão. Trata-se do Maranhão!

Pensem nisso e vamos juntos!