Comercial da Prefeitura de SL

Comercial da Prefeitura de SL

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Após operação da PF, Sarney ironiza Dino: "Me dá um sorvete aí!"


Ainda surfando nas ondas magnéticas da bombástica "Operação Pegadores" da Polícia Federal, o ex-presidente da República e ex-senador José Sarney (PMDB) ironiza o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), em artigo, assinado de próprio punho, finalizado com a seguinte frase de efeito: "Me dá um sorvete aí!".

A ironia do astuto ex-parlamentar peemedebista se volta para as acusações feitas pela Polícia Federal de que até uma fábrica de sorvete teria sido utilizada pelo governo comunista para desviar verbas milionárias do Fundo Nacional de Saúde (FNS) para terceiros, aliados ao governo Dino no estado.

Leia abaixo alguns trechos do artigo:

É uma glória para o nosso Estado a descoberta que acaba de ser feita no Maranhão — o penúltimo estado comunista no mundo depois que a Albânia acabou com esse sistema —, de que descobrimos aquilo que nunca tinha sido achado na mesa dos cientistas: o medicamento universal que liquida com qualquer doença.

A Sociedade Internacional de Medicina, com sede em Londres, acaba de tomar conhecimento de que aqui foi descoberto o remédio final para a saúde, que causa verdadeiro milagre: o Sorvete Milagroso!

A Operação Pegadores, deflagrada pela Polícia Federal, que há quinze meses acompanhava os trabalhos estatais, tornou transparente o programa governamental para salvar a Saúde Pública.

Mais de UM MILHÃO DE REAIS custou a empreitada do Governo do Maranhão.

....Foi um número tão exagerado que levou a Polícia Federal a desconfiar. Só um hospital consumiu quinhentos mil casquinhas de sorvete de uma bola, ao custo unitário de dois reais por bola. Assim, em cada cama, quem chegava encontrava o paciente chupando uma casquinha de sorvete. Faltava remédio, algodão, seringa e roupa lavada, mas sorvete jamais. Quinhentos mil sorvetes sabor Dino. Não ficou muito claro se, burlando a pesquisa, a turma também chupava picolé.

Outra coisa fantástica é o fato de que toda essa produção brutal de sorvete (e picolé?) era produzida por uma firma fantasma, que não existia, mas produzia e consumia o dinheiro que, segundo o slogan do governo, deveria ser “de todos nós”. E os marqueteiros ficaram também ouriçados com a possibilidade de substituir o slogan do Governo por “Sorvetes de Todos Nós!” Seria mais atrativo e chamativo.

...A operação era tão secreta que de nada sabiam o Secretário de Saúde, Dr. Carlos, o Governador, Dr. Dino, o Secretário da Articulação Política, Dr. Jerry, o Dr. dos Direitos Humanos e Participação Popular — sim, pois tanto sorvete é caso de direitos humanos e dos direitos dos políticos que apoiavam todo o governo do sorvete.

O milagre é que toda a fórmula de feitura do sorvete da trapaça era explicada ao Secretário de Saúde, com folha suplementar mandada preparar por alguém (?) de cima, que também não sabia de nada — só de tudo.

Sendo assim, entre sorvetes, picolés e roubalheira fica o pobre Maranhão com 20 mortes por semana, estradas esburacadas, filas e filas nos hospitais e nas UPAs, sem remédios e algodão. Os doentes, à beira da morte, só podem balbuciar:

— Me dá um sorvete aí!

José Sarney

domingo, 19 de novembro de 2017

Eliziane diz que dívida ativa com a União foi adquirida pelo próprio PPS


A deputada federal Eliziane Gama (PPS) encaminhou nota a este blog, informando que o aparecimento do seu nome na lista da Dívida Ativa da União (DAU), deve-se a um débito do próprio partido, adquirida anterior à sua gestão na presidência do PPS no Maranhão.

Leia a íntegra da nota:

"Diante das informações divulgadas por este blog, a presidente do Diretório Estadual do PPS no Maranhão informa que se trata de uma dívida do partido adquirida anterior a sua gestão como presidente do PPS no estado e o partido já está tomando as providências para o pagamento".

Zé Reinaldo, Waldir Maranhão e Eliziane estão na lista da dívida ativa da União


Os deputados federais da bancada maranhense, José Reinaldo Tavares (PSB), Waldir Maranhão (Avante) e Eliziane Gama (PPS) aparecem na lista de um grupo de parlamentares inscritos na Dívida Ativa da União (DAU). 

Esse grupo de deputados, segundo o site Congresso em Foco, é responsável por um rombo de R$ 1,4 bilhão nos cofres públicos, sem contar a relação de devedores da União que financiam campanhas eleitorais para a Câmara e o Senado, entre pessoas físicas e jurídicas, muitas delas de propriedade dos próprios parlamentares ou apresentadas como partidos políticos.

Os dados constam de levantamento divulgado pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN).

Veja a lista abaixo:

José Reinaldo Carneiro Tavares (PSB) deve R$ 32.775,42 inscritos na Dívida Ativa da União.

Waldir  Maranhão Cardoso (Avante) deve R$ 18.127,14

Eliziane Pereira Gama Ferreira (PPS) deve R$ 7.509,70

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Carlos Lula diz não ter o que temer com as investigações da Polícia Federal


O intrépido secretário de estado de Saúde, advogado Carlos Lula (foto), tem dado declarações à imprensa de que não tem nada a temer com o bombardeio de informações sobre suposta corrupção na pasta, após investigações da Polícia Federal no Maranhão.

Carlos Lula assumiu a SES no final do mês de abril de 2016, com a saída do seu antecessor, o médico Marcos Pachêco (PDT). De lá pra cá, Lula tem demonstrado cautela e gerenciado a pasta sem maiores estardalhaços.

Só que esse clima de tranquilidade acabou na última quinta-feira, 16, após a Polícia Federal cercar o prédio da Secretaria de Saúde. Principalmente depois que a superintendente regional da PF, Cassandra Parazzi, ter afirmado que o secretário Carlos Lula tinha conhecimentos de supostas irregularidades no setor e não fez nada para impedir a sangria.

Aliados de Dino querem tocar fogo em Marcos Pachêco e inocentar Carlos Lula


Aliados de plantão do governo Flávio Dino (PCdoB) estão agora jogando na "fogueira santa" o ex-secretário de estado de Saúde, médico Marcos Pachêco (PDT), que em 2015, era quem comandava a pasta, tendo como subsecretária a suplente de deputada federal, Rosângela Curado (PDT), considerada a suposta chefe da quadrilha que desviava recursos do setor em convênios entre os governos estadual e federal e que se encontra presa temporariamente.

No entanto, a Superintendente Regional da Polícia Federal no Maranhão, Cassandra Ferreira Alves Parazzi, deu fortes declarações de que o atual titular da Saúde, Carlos Lula (foto), tinha sim conhecimento de tudo e não fez nada para corrigir eventuais distorções na pasta.

"...especialmente o secretário de Saúde (Carlos Lula). Ele tinha conhecimento disso e, infelizmente não soube tratar da melhor forma, não soube bloquear isso e as fraudes continuaram com ele", afirmou a superintendente da PF.

Carlos Lula poderá responder pelos crimes de de prevaricação e omissão.

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

"Queremos conscientizar motoristas sobre uso das faixas exclusivas", diz Canindé

O secretário municipal de Trânsito e Transportes, Canindé Barros, informou que para garantir melhor adaptação da população ao uso das faixas exclusivas, a Prefeitura de São Luís prorrogou por mais 30 dias o prazo para início da fiscalização dessas vias. A fiscalização eletrônica dos fotossensores continuam valendo.

"A prorrogação é para que a população possa compreender melhor como funcionará essa fiscalização nas faixas exclusivas. Nesse período, estamos à disposição da população para esclarecer quaisquer dúvidas em relação a essa fiscalização. Nosso objetivo é conscientizar as pessoas acerca do uso das faixas exclusivas, que permitem um ganho na velocidade do transporte coletivo", explicou o secretário.

A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), responsável pelo monitoramento do trânsito, já havia concedido um período de 30 dias de fiscalização em caráter experimental. Com a decisão, a Prefeitura irá intensificar as campanhas educativas para ampliar o alcance das informações.


O objetivo das faixas exclusivas, que integram essa nova configuração do trânsito da capital, é promover maior fluidez ao trânsito, beneficiando especialmente os usuários do transporte coletivo. Com as faixas exclusivas – implantadas nas avenidas Colares Moreira e Castelo Branco e na Rua das Cajazeiras – pelos quais somente podem trafegar ônibus, ambulâncias, táxis com passageiro e viaturas das polícias e da SMTT- os veículos podem circular com maior eficiência e com a vantagem de um menor tempo de viagem.

Rosângela Curado é afilhada política do deputado Weverton Rocha


A ex-secretária adjunta de estado da Saúde e ex-candidata à Prefeitura de Imperatriz, Rosângela Curado (PDT), que foi presa nesta quinta-feira, 16, pela Operação Pegadores da Polícia Federal é afilhada política do deputado federal Weverton Rocha (PDT), chegando até a assumir uma cadeira na Câmara Federal com o licenciamento do seu padrinho.

Além de Curado, há informações de que o médico Mariano de Castro, que seria diretor do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU), em Caxias, também teria sido detido pela PF.

A operação da PF investiga desvios de recursos de convênios entre o Governo Federal e o governo Flávio Dino (PCdoB), na área da Saúde, desde 2015.

O deputado Weverton Rocha é pré-candidato ao Senado, em 2018, com o apoio do governo comunista.

Dino volta colocar a culpa em modelo de gestão de Roseana Sarney na Saúde


Por meio de nota, o governador Flávio Dino (PCdoB) tenta mais uma vez apenas jogar a culpa na gestão anterior, da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) na área da Saúde. Uma pergunta que não quer calar: já que existiam irregularidades na administração anterior, por que não terem sido quebrados contratos espúrios, ainda em 2015?

Veja o que diz o governo Dino em nota:

Sobre a nova fase de investigação da Polícia Federal, deflagrada nesta quinta-feira (16), no âmbito da Secretaria de Estado da Saúde (SES), o Governo do Maranhão declara que:

1. Os fatos têm origem no modelo anterior de prestação de serviços de saúde, todo baseado na contratação de entidades privadas, com natureza jurídica de Organizações Sociais, vigente desde governos passados.

2. Desde o início da atual gestão, tem sido adotadas medidas corretivas em relação a esse modelo. Citamos: 
a) instalação da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH), ente público que atualmente gerencia o maior número de unidades de saúde, reduzindo a participação de Organizações Sociais.
b) determinação e realização de processos seletivos públicos para contratação de empregados por parte das Organizações Sociais.
c) aprovação de lei com quadro efetivo da EMSERH, visando à realização de concurso público.
d) organização de quadro de auditores em Saúde, com processo seletivo público em andamento, visando aprimorar controles preventivos.

3. Desconhecemos a existência de pessoas contratadas por Organizações Sociais que não trabalhavam em hospitais e somos totalmente contrários a essa prática, caso realmente existente.

4. Todos os demais fatos, supostamente ocorridos no âmbito das entidades privadas classificadas como Organizações Sociais, e que agora chegam ao nosso conhecimento, serão apurados administrativamente com medidas judiciais e extra judiciais cabíveis aos que deram prejuízo ao erário.

5. A SES não contratou empresa médica que teria sido sorveteria. Tal contratação, se existente, ocorreu no âmbito de entidade privada.

6. Apenas um servidor, citado no processo, está atualmente no quadro da Secretaria e será exonerado imediatamente. Todos os demais já haviam sido exonerados.

7. A atual gestão da Secretaria de Estado da Saúde está totalmente à disposição para ajudar no total esclarecimento dos fatos.

PF apura novos desvios de recursos na área da saúde no Maranhão


Desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira, 16, foi deflagrada pela Polícia Federal a operação "Sermão aos Peixes", que corresponde a 5ª fase das investigações que apuram indícios de desvios de recursos públicos federais por meio de fraudes na contratação e pagamento de pessoal, Contratos de Gestão e Termos de Parceria firmados pelo Governo do Estado do Maranhão na área da saúde.

Com o apoio do Ministério Público Federal, do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU) e da Receita Federal do Brasil, cerca de 130 policiais Federais cumprem 45 mandados judiciais expedidos pela Juíza Federal Paula Souza Moraes da 1ª Vara Criminal Federal da Seção Judiciária do Maranhão. 

São cumpridos 17 mandados de prisão temporária e 28 mandados de busca e apreensão em São Luís/MA, Imperatriz/MA, Amarante/MA e Teresina/PI, além de bloqueio judicial e sequestro de bens no total de 18 milhões de reais. As diligências de busca e apreensão estão sendo cumpridas na sede da Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão e na Superintendência de Acompanhamento à Rede de Serviços do MA.

A operação busca prender servidores públicos vinculados à Secretaria de Estado da Saúde (SES), diretores, tesoureiros e administradores de organizações sociais, além de empresários vinculados a empresas de fachada e envolvidos no pagamento de propina a servidores públicos.

Entenda o caso

Segundo a PF, durante as investigações conduzidas em 2015 foram coletados indícios de que servidores públicos que exerciam funções de comando na Secretaria de Estado da Saúde naquele ano montaram um esquema de desvio de verbas e fraudes na contratação e pagamento de pessoal.

As investigações indicaram a existência de cerca de 400 pessoas que teriam sido incluídas indevidamente nas folhas de pagamentos dos hospitais estaduais sem a prestação de serviços às unidades hospitalares. Os beneficiários do esquema eram pessoas indicadas por agentes políticos: familiares, correligionários de partidos políticos, namoradas e companheiras de gestores públicos e de diretores das organizações sociais.

O montante dos recursos públicos federais desviados por meio das fraudes é superior a 18 milhões de reais. Contudo, segundo a Polícia Federal, o dano aos cofres públicos pode ser ainda maior, pois os desvios continuaram a ser praticados mesmo após a deflagração de outras fases da Operação Sermão aos Peixes.

Do blog com informações do G1

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Gastão Vieira ignora criticas contra sua aliança ao governo Dino


O ex-ministro do Turismo, Gastão Vieira (PROS), garante que está à disposição do governo Flávio Dino (PCdoB) para somar e construir um Maranhão para o futuro. Na última segunda-feira, 13, o ex-deputado federal, que até bem pouco tempo pertencia ao PMDB do grupo Sarney, virou alvo de críticas ao desembarcar de um helicóptero, no município de Anapurus, na companhia do governador comunista.

Após divulgação do vídeo nas redes sociais, Gastão Vieira passou a ser tratado nas hostes do grupo Sarney como persona non grata, mas demonstra que isso não irá abalar a sua disposição de ajudar o Maranhão a garantir o seu rumo de desenvolvimento. 

O ex-ministro deve mesmo concorrer a uma vaga na Câmara Federal e espera contar com o apoio do governo do PCdoB, assim como já obteve ajuda do então governo Roseana Sarney (PMDB), em eleições passadas.

Em recente entrevista ao jornal O Imparcial, o ex-ministro Gastão Vieira disse que deixou o PMDB do grupo Sarney, por se tratar de um partido onde todo mundo manda, ninguém obedece e cada um faz o que quer.

"O PMDB do Maranhão, por ter tanto cacique, se inviabiliza para construir um caminho para o futuro", declarou.

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Gastão Vieira vira persona non grata no grupo Sarney


Um vídeo que tem bombado nas redes sociais e que causou a indignação do grupo Sarney, revela a real aproximação do ex-ministro do Turismo e ex-deputado federal Gastão Vieira (PROS) com o governador Flávio Dino (PCdoB).

As fortes imagens, que têm irritado o bunker político do grupo Sarney, mostram Gastão Vieira desembarcando, na última segunda-feira, 13, no município de Anapurus, de helicóptero, ao lado do governador comunista em um campo de futebol da cidade.


Vale ressaltar que Gastão, que nasceu politicamente no grupo Sarney, ainda não sabe se será candidato ao Senado da República ou se vai tentar retornar à Câmara Federal, nas eleições de 2018.

Vereadores querem criar frente parlamentar em apoio às escolas comunitárias

Chaguinhas (PP) e Cézar Bombeiro (PSD) defendem a criação da frente parlamentar em defesa das escolas comunitárias
Os vereadores Cézar Bombeiro (PSD), Francisco Chaguinhas (PP), Sá Marques (PHS), Concita Pinto (PEN), Marcial Lima (PEN), Genival Alves (PRTB), Edson Gaguinho (PHS), Umbelino Junior (PPS) e Aldir Júnior (PPS) prometem criar na Câmara Municipal de São Luís uma frente parlamentar em defesa das escolas comunitárias.

Chaguinhas registrou que a educação infantil, há décadas, vem sendo de responsabilidade das escolas comunitárias que acabam servindo de apoio para o município. 

"As escolas comunitárias enfrentam todo tipo de dificuldade e acabam mesmo assim fazendo uma educação de bom nível, que é de responsabilidade do poder público", declarou.

Para Cézar Bombeiro, que é autor de uma audiência pública sobre escolas comunitárias, a discussão é de extrema importância e o problema precisa ser enfrentado. 

"Precisamos conhecer a realidade de centenas de escolas comunitárias e como uma frente parlamentar de ação, em bloco, poderemos conseguir melhorias para elas pelo setor público e parcerias com a iniciativa privada, afinal de contas educação é direito de todos", ressaltou.

Líderes do PMDB maranhense articulam dividir palanque com o PT de Lula


Os senadores Edison Lobão, João Alberto Souza e o ex-presidente José Sarney, os três do PMDB, já estão articulando, em Brasília, a possibilidade de dividir o palanque com o PT do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pretenso candidato à Presidência da República, em 2018.

Os parlamentares insistem na viabilidade de que o PMDB do Maranhão possa garantir uma fatia do PT no estado, com o aval do próprio Lula que tem uma boa relação de amizade com o ex-presidente Sarney e tem sido mantido conversas reservadas entre ambos para discutir o assunto.

João Alberto, que preside o PMDB maranhense, vem sendo escalado para garantir a viabilidade da aliança. 

Apesar disso, o PCdoB do governador Flávio Dino já obteve a garantia do presidente do diretório estadual do PT, Augusto Lobato, de que a sigla vai fechar questão pela candidatura à reeleição do comunistas.

Porém, há uma base do PT maranhense que pode melar os planos de Dino e fechar questão com a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), que já anunciou que será candidata, pela quinta vez consecutiva, ao Palácio dos Leões.

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

A quem mesmo interessa manter ou tirar Zé Vieira da prefeitura de Bacabal?


Sinceramente, não dá mesmo para entender (sic) a quem interessa manter ou tirar o ainda prefeito de Bacabal, Zé Vieira (PR), do cargo. A própria Justiça Federal já determinou que ele se encontra inelegível, mas o que se tem observado é uma guerra frenética no Tribunal de Justiça do Maranhão para livrar a cara do gestor da função administrativa do município.

Ao que tudo indica, a palavra final deve ficar sob o olhar jurídico do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que vai apreciar sobre a cassação ou não do mandato eletivo, a pedido do Ministério Público Eleitoral (MPE).

Enquanto isso, o estica e puxa de tirar ou deixar o prefeito eleito Zé Vieira na gestão de Bacabal continua e vai ganhando contornos hilários, mas com um fundo de piada de mal gosto.

No entanto, o imbróglio deve servir a alguém, já que as eleições de 2018 está batendo na porta e o clima está cada vez mais tenso.

Vale lembrar que Bacabal é uma interessante e importante base eleitoral.

Astro vai se reunir com Flávio Dino e na pauta o carnaval de passarela 2018


O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Astro de Ogum (PR), informou nesta segunda-feira, 13, que na próxima semana se reunirá com o governador Flávio Dino (PCdoB), para tratar de questões políticas diversas, e na oportunidade, falar sobre a realização do Carnaval de Passarela para 2018.

Em entrevista exclusiva ao programa Câmara em Destaque (Rádio Difusora AM- 680 Khz), Astro ressaltou que há uma enorme preocupação das agremiações carnavalescas da capital sobre a promoção do Carnaval de Passarela, que deve contar com a parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís.

"Na segunda-feira, vou estar com o governador Flávio Dino e durante o encontro, iremos falar sobre a realização do Carnaval de Passarela. Sou uma pessoa que busca sempre o entendimento. Acho que temos tantas coisas sérias para se tratar nesse momento e, iremos fazer isso", afirmou o presidente do Legislativo municipal.

Vereador cobra do prefeito Edivaldo ações para recuperar galerias e valas


O líder do PSD na Câmara de São Luís, vereador Cézar Bombeiro (foto), está cobrando do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) uma solução emergencial para as galerias dos bairros da Liberdade, Camboa, Fé em Deus e outras comunidades que estão inseridas dentro desse perímetro urbano. 

“Já apresentei nesta casa vários requerimentos, mostrando a realidade de cada comunidade e, registrei a necessidade urgente de cada uma”, enfatizou ele. Bombeiro ressaltou que “realizamos uma concorrida audiência pública e as lideranças de cada comunidade foram bem decisivas, aqui dentro deste plenário, de que muitas vidas correm risco, caso não seja encontrada uma solução para o problema, começando de uma ação preventiva com a retirada de entulho dos canais e o lixo das galerias, impedindo o escoamento das águas das chuvas, que devem começar a qualquer momento”.

O vereador demonstra que como conhecedor das realidades e bastante preocupado com o problema e os riscos iminentes de perdas de vidas decorrente de enchentes, tendo observado que na Vila Sésamo, duas crianças morreram por causa das enchentes, é que esperamos que novos fatos tristes não venham a ocorrer nos locais acima mencionados.

“Quero deixar bem claro para que a sociedade saiba, que os serviços recaem sobre a Semosp (Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos) e a Caema, que serão as responsáveis diretas  por qualquer problema sério que venha a acontecer nas comunidades decorrentes das galerias e canais abertos”, afirma o parlamentar.

Cézar Bombeiro destacou ainda que "os bairros da Liberdade, Camboa e Fé em Deus, contribuem com os votos dos seus moradores para eleger políticos e eu aqui faço um apelo, começando pelo secretário municipal Jota Pinto para unirmos nossos esforços para lutar em defesa dos direitos e da dignidade humana dos seus moradores, antes que as chuvas cheguem e cause danos irreparáveis para as famílias da Liberdade, Camboa e Fé em Deus”.

Ainda indefinida a situação de Rocha e Brandão no comando do PSDB


O senador Roberto Rocha aguarda os ânimos se acalmarem nas hostes do PSDB nacional, para definir data para a realização da convenção estadual do partido que irá determinar a nova composição do diretório regional da sigla no Maranhão.

A convenção estadual estava agendada para acontecer na primeira quinzena de dezembro, mas com o afastamento do vice-governador Carlos Brandão, que presidia o PSDB no estado, a situação ficou indefinida.

O caos no ninho tucano maranhense ficou ainda mais perturbador com a destituição do presidente nacional interino, senador cearense Tasso Jereissati, que deu aval para que o senador Roberto Rocha assumisse o comando estadual do PSDB, provisoriamente.

A interferência do senador mineiro Aécio Neves no partido, colocando na direção nacional o ex-governador de São Paulo, Alberto Goldman, acabou dando mais um suspiro para o vice-governador Carlos Brandão e deixou em estado de alerta o senador Roberto Rocha, que pretende disputar o governo do Maranhão, em 2018, com o aval do PSDB.

domingo, 12 de novembro de 2017

A dupla dinâmica colada com o governo Dino e de olho no Senado


Já está praticamente definido que os candidatos ao Senado, em 2018, que terão o apoio do governador Flávio Dino (PCdoB) será mesmo a dupla dinâmica dos deputados federais Weverton Rocha (PDT) e Waldir Maranhão (Avante).

Isso porque ambos pré-candidatos à Câmara Alta têm participado de quase todas as viagens do governo ao interior do Maranhão, fazendo com que os dois parlamentares apareçam sempre ao lado do governador comunista, na certeza de angariar votos.

Praticamente selado o apoio governista, ficaram de fora das benesses do Palácio dos Leões a deputada federal Eliziane Gama (PPS), que pode até não concorrer à reeleição para a Câmara Federal e disputar uma vaga à Assembleia Legislativa, e o deputado federal José Reinaldo Tavares (PSB), que garante ser pré-candidato ao Senado com ou sem o apoio de Flávio Dino.

sábado, 11 de novembro de 2017

Carlos Brandão ganha fôlego no PSDB e espera voltar ao comando


A substituição repentina nas hostes do diretório nacional do PSDB, com o afastamento do senador Tasso Jereissati e a entrada do ex- governador de São Paulo, Alberto Goldman, fez com que o vice-governador Carlos Brandão (foto) ganhasse fôlego para tentar reaver a presidência estadual da legenda no Maranhão, perdida para o senador Roberto Rocha, no decorrer desta semana.

Brandão ainda acredita na possibilidade de voltar a comandar o ninho tucano no estado e manter a aliança partidária do PSDB com o PCdoB do governador Flávio Dino, que vai em busca da reeleição, em 2018.

Vale lembrar que no pleito de 2014, Dino contou com o apoio do PSDB, com o aval do senador mineiro Aécio Neves, acusado de ter recebido propina de R$ 2 milhões dos irmãos Joesley e Wesley Batista, da JBS. 

Ambos estão presos por decisão judicial, fruto da operação Lava Jato.

Escolha de Segóvia foi acertada entre Sarney e Temer, diz jornal


Continua sob especulação política a escolha do novo diretor-geral da Polícia Federal, delegado Fernando Segóvia. Tanto que informações do jornal Folha de São Paulo apontam que a indicação do novo diretor da PF foi acertada com o presidente Michel Temer (PMDB), em encontro fora de sua agenda, no sábado passado, 4 com o ex-presidente José Sarney (PMDB).

Segundo a publicação, o ex-senador chegou ao Palácio do Jaburu, no período da tarde de sábado, após reuniões entre Temer, o ministro Moreira Franco (Secretaria-Geral), o líder do governo no Senado, Romero Jucá (RR), e o marqueteiro Elsinho Mouco. 

Sarney e o presidente Temer conversaram a sós. A Folha informa que o encontro entre Temer e Sarney ocorreu quatro dias antes do presidente anunciar a nomeação de Segóvia para o lugar do delegado Leandro Daiello, que comandava a Polícia Federal há quase sete anos, desde o governo Dilma Rousseff (PT).

Daiello, trocado por Temer, foi o diretor-geral mais longevo desde a redemocratização (1985) e estava à frente das operações Lava Jato desde o início das investigações, cujas primeiras ações foram deflagradas em março de 2014.

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

"Nosso projeto ao Senado cresce a cada dia", afirma Waldir Maranhão



O deputado federal Waldir Maranhão (Avante) tem se mostrado confiante na sua busca incessante para garantir uma das duas vagas ao Senado, em 2018. Tanto que constantemente tem postado nas redes sociais, sempre ao lado de lideranças políticas, garantindo estar recebendo o apoio de vários prefeitos no estado.

Em recente publicação (ver texto abaixo), o parlamentar afirma que a sua pré-candidatura ao Senado cresce a cada dia. Waldir também espera ter o apoio do governador Flávio Dino (PCdoB) para botar o bloco na estrada.

Nosso projeto para o Senado Federal cresce a cada dia entre as lideranças políticas do Maranhão. Fomos agraciados com o apoio do Prefeito Carlinhos Barros do município de Vargem Grande, vice-prefeito, Jorge Fortes, chefe de gabinete, Toinho do juvenil, Professor Silva (liderança no município), do prefeito de Nina Rodrigues, Rodrigues da Iara e dos amigos Fernando Bulhões e Isabel Bulhões, lideranças comunitárias do Bairro Lira e da região da Madre Deus em São Luís.

O pacote de bondades de Temer ao Maranhão


Segundo o jornal Folha de São Paulo, o presidente Michel Temer (PMDB) deve, nos próximos dias, assinar inúmeros convênios com prefeituras maranhenses e ainda liberar emendas de bancada para beneficiar o estado.

O pacote de bondades do presidente Temer ao Maranhão tem relação direta com o anúncio, oficial, da pré-candidatura da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), pela quinta vez consecutiva, na corrida sucessória ao Palácio dos Leões, em 2018. Roseana já teria o aval de Temer nessa nova empreitada.

As articulações entre o presidente Temer e as assinaturas de convênios no estado estariam sob o comando do ex-presidente da República e ex-senador José Sarney (PMDB), que tem mantido conversas reservadas com o chefe da nação brasileira.

Roseana Sarney terá como principal adversário, na disputa eleitoral do ano que vem, o governador Flávio Dino (PCdoB), que buscará a reeleição.

Roberto Rocha ganha mais uma no PSDB e adia convenção estadual


O senador Roberto Rocha, que agora responde pela presidência interina do PSDB, conseguiu mais uma vitória nas hostes tucanas no Maranhão. É que o parlamentar conseguiu cancelar a Convenção Estadual do partido, que estava agendada para o próximo sábado, 11.

Para o parlamentar, houve total "descumprimento das normas do Estatuto imprescindíveis para sua realização".

Com o cancelamento da convenção, o grupo do ex-presidente regional, vice-governador Carlos Brandão, praticamente fica sem poder de ação interna na legenda o que deve forçar ainda mais o desligamento de filiados tucanos, aliados ao governador Flávio Dino (PCdoB).

Toda ação do PSDB no Maranhão tem o aval do diretório nacional do PSDB.

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Pavão Filho cobra ação do governo Dino no mercado da Cidade Operária


O líder do governo municipal, vereador Pavão Filho (PDT), está solicitando, em caráter de urgência, ao governo Flávio Dino (PCdoB) o início das obras de reforma completa do mercado da Cidade Operária, conforme acordo firmado em audiência pública, realizada no dia 19 de maio de 2016, no plenário da Câmara Municipal.

Segundo o vereador pedetista, o governador Flávio Dino se comprometeu com a Câmara, a Associação dos Feirantes da Cidade Operária e Lideranças da Cidade Operária, iniciar às obras a partir do início de 2017 e até agora ainda não aconteceu.

Para Pavão Filho, o mercado da Cidade Operária sempre enfrentou muitos problemas como a falta de estrutura adequada, a falta de higiene, a falta de um ambiente propício e saudável para a comercialização de gêneros alimentícios.

Por essa exposição de motivos, o vereador pedetista acentua que “solicitamos a presença do Governo do Estado do Maranhão, visando à recuperação imediata da estrutura existente, dotando-a de equipamentos necessários para o funcionamento de um Centro moderno de abastecimento de alimentos para a população da Cidade Operária e bairros adjacentes”.

Fiscalização eletrônica começa a funcionar nesta sexta-feira em São Luís


O secretário municipal de Trânsito e Transportes, Canindé Barros, alerta os condutores de veículos automotores que a partir desta sexta-feira, 10, o novo sistema de fiscalização eletrônica implantado pela Prefeitura de São Luís estará funcionando em caráter definitivo. 

Segundo ele, o monitoramento do sistema, feito pela Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT), garantirá maior segurança a motoristas e pedestres, além de organização e controle do trânsito nas vias da capital maranhense. A fiscalização passa a valer após um mês de funcionamento experimental, tempo necessário à adaptação da população.

Canindé Barros destacou a nova sinalização eletrônica como um avanço na área. "Nosso objetivo é promover uma cultura de conscientização e educação sobre a importância do trânsito seguro para todos, estimulando o respeito à sinalização e o cumprimento das leis que regem o trânsito", afirmou Canindé Barros, acrescentando, ainda, que a implantação da nova sinalização eletrônica é mais uma ação integrante do projeto de reestruturação e melhoria do sistema de trânsito e transporte da capital.

A partir de sexta-feira os novos fotossensores vão fazer a observação de ultrapassagem da velocidade permitida e de avanço de sinal vermelho em dezenas de pontos dos principais corredores urbanos da cidade. Entre eles estão trechos da Avenida Daniel de La Touche, nas imediações do Colégio Adventista, do Bambuzal e da Avenida Principal do Cohajap; da Avenida Colares Moreira, próximo ao Tropical Shopping e Loja da TAM; da Avenida Castelo Branco, nas imediações da Igreja do São Francisco e do Posto Hélio Viana.

Na São Luís Rei de França, os equipamentos estão instalados na altura da Caixa Econômica e da Extrafarma; na Carlos Cunha, próximo ao Fórum de Justiça; na Jerônimo de Albuquerque, nas proximidades da Forquilha, entre outros pontos da cidade, todos eles com fiscalização nos dois sentidos da via. Nesses locais a velocidade permitida é de 60km/h.



Também estarão sob fiscalização eletrônica o uso dos corredores exclusivos, pelos quais somente poderão trafegar ônibus, ambulâncias, táxis com passageiro e viaturas das polícias e da SMTT. A conversão pelos corredores exclusivos somente poderá ser feita por quem vai estacionar ou fazer a conversão à direita. Nesse caso, o trecho estará sinalizado com pontilhados.

O uso indevido dessas faixas exclusivas incorre em infração gravíssima. A fiscalização também se estende aos ônibus, pois os veículos que saírem da faixa exclusiva serão multados pela infração cometida. Os corredores exclusivos estão implantados nas avenidas Colares Moreira, Castelo Branco, ruas Cajazeiras e Rio Branco.

A sinalização da cidade também recebeu incrementos em outras áreas importantes, como no Centro da capital com o trabalho de promover a revitalização de faixas de pedestres, faixas contínuas, placas e outros itens de sinalizações horizontais e verticais.

Segóvia assumirá comando da PF sob o manto de investigados na Lava Jato

O escolhido delegado Fernando Segóvia é cumprimentado pelo ainda diretor-geral da PF, delegado Leandro Daiello
Considerado detentor de um perfil mais político do que seu antecessor, o escolhido pelo presidente Michel Temer (PMDB), para ser o novo diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, chega gerando inquietações e até insinuações sobre a possibilidade de alívio nas ações da Operação Lava Jato.

Segóvia irá substituir o delegado Leandro Daiello, que está no comando da PF há mais de 7 anos, tendo sido o diretor que mais tempo ficou no comando da instituição, que hoje é considerada de maior crédito no Brasil.

A imprensa nacional ligou a escolha do nome do delegado Fernando Segóvia ao fato dele ter sido Superintendente Regional da PF no Maranhão, momento em que teria criado laços de amizades muito fortes com o ex-presidente e ex-senador José Sarney (PMDB), que é uma espécie de guru político do presidente Temer.

Sarney negou o fato de ter estreitas relações de amizade com Fernando Segóvia e que a escolha do nome dele para conduzir os destinos da corporação da Polícia Federal coube ao ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, e ao próprio presidente da República. O ministro da Justiça, Torquato Jardim, queria outro nome.

Passando ao largo dessa discussão, o escolhido novo diretor da PF já declarou que não pretende frear as ações de investigação da Lava Jato, até porque delegados gozam de independência para promover suas diligências com base em ordens judiciais.

Sem comentários!

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Maura Jorge não aceita ser vice de Roseana Sarney


A ex-prefeita de Lago da Pedra e ex-deputada estadual, Maura Jorge (Podemos), deve seguir a diretriz do seu partido e não aceitar qualquer convite para ser vice, na chapa a ser encabeçada pela ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), na corrida sucessória ao Palácio dos Leões, em 2018.

O próprio deputado federal Aluísio Mendes, que é membro da legenda no Maranhão, admite que a candidatura de Maura Jorge pertence ao povo e é uma questão de honra da executiva nacional do Podemos.

"Nunca intercedi para Maura Jorge desistir da sua candidatura em função de uma candidatura a vice-governadora. A candidatura de Maura não pertence ao deputado Aluisio Mendes ou ao Podemos, hoje ela pertence ao povo do Maranhão, que vê nessa candidatura um alento em tempos de tanta opressão, desmandos e desatenção ao povo maranhense", afirmou o parlamentar e ex-secretário de Segurança Pública do então governo Roseana.

Eita felicidade! Tom sai e Jerry faz a festa


Olha só o que está rolando nas redes sociais!

Jefferson Portela cai na real e desiste da pré-candidatura de deputado federal



O secretário de estado de Segurança Pública, delegado Jefferson Portela (PCdoB), já anunciou nas redes sociais que desiste de concorrer a "quaisquer cargos, nas eleições de 2018".

Na oportunidade, o titular da Segurança garantiu que vai focar no combate aos crimes, como segundo ele, tem feito nos últimos 19 anos de carreira.

Há quem diga que a desistência do secretário, revela que Portela perdeu a queda de braço com o secretário de estado de Assuntos Políticos e de Comunição, jornalista Márcio Jerry (PCdoB), que é pré-candidato a deputado federal.

A nova dinâmica do PSDB e o rompimento com a cozinha dos Leões


O destituído presidente do PSDB no Maranhão, vice-governador Carlos Brandão, ainda não engoliu sua queda drástica do ninho tucano, determinada pela direção nacional do partido, com o aval do presidente interino Tasso Jereissati. 

A insistência do vice-governador em se manter no arraial do PSDB é tanta que ele garante que vai mesmo buscar na justiça o direito de permanecer no comando do partido, que hoje está sob a batuta do senador Roberto Rocha (foto), recém-filiado à legenda.

Constituído por uma nova Comissão Provisória, o PSDB maranhense vai impondo uma nova dinâmica de trabalho e alertando que quem deseja permanecer na sigla, terá que se adequar às alterações que devem ser processadas. Quem estiver insatisfeito, que peça para sair de fininho.

Com Brandão fora da diretriz do ninho tucano no estado, a ordem agora é romper laços do PSDB com a cozinha do Palácio dos Leões comandada pelo governador Flávio Dino (PCdoB). 

O senador Roberto Rocha, que é pré-candidato ao governo do Maranhão, em 2018, garante que o PSDB não será linha auxiliar para que os comunistas de plantão possam utilizar o partido como escada para garantir apoio eleitoral, a exemplo do que ocorreu na eleição de 2014.

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Lula diz a Dino que não gostou da movimentação do PCdoB


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, presidenciável pelo PT, teria dito ao governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), que não gostou nenhum pouco da movimentação estranha do PCdoB em flertar com uma candidatura própria à Presidência da República, em 2018, tendo como destaque a jornalista e deputada estadual pelo Rio Grande do Sul, Manuela Dávila.

O fato foi noticiado na coluna Expresso, da revista Época (www.epoca.globo.com), assinada pelo jornalista Murilo Ramos.

Há especulações de bastidores que essa mexida técnica do PCdoB nacional pode influenciar diretamente nas articulações petistas na disputa ao governo do Maranhão, já que tanto a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) quanto o governador Flávio Dino desejam ter o apoio do PT e de Lula na corrida sucessória ao Palácio dos Leões.

Vale aguardar desdobramentos!

Vereador enaltece profissionais do rádio na tribuna da Câmara de São Luís


O líder do PEN na Câmara de São Luís, vereador Marcial Lima (foto), utilizou nesta terça-feira, 7, a tribuna da Casa para homenagear os profissionais do rádio pela passagem de mais uma data em comemoração a esse importante veículo de comunicação, que chega aos mais longínquos lugares deste planeta.

Na oportunidade, o parlamentar, que também é jornalista e radialista, parabenizou o presidente do Legislativo, Astro de Ogum (PR), pela iniciativa de criar o programa Câmara em Destaque, que por mais de três anos tem veiculação, de segunda a sexta-feira, das 10h às 13h, na rádio Difusora AM (680Khz), com informações ao vivo das sessões plenárias da Câmara Municipal.

Marcial Lima fez questão de abraçar a todos os profissionais que comandam programas de rádio no Maranhão e a todos aqueles que trabalham nos bastidores das emissoras e que fazem o rádio acontecer.

Sindicato dos Jornalistas esquece nota em defesa de profissional da imprensa


Até o momento, o Sindicato dos Jornalistas do Maranhão ainda permanece mudo sobre a agressão sofrida pelo repórter-fotográfico Paulo Soares, na segunda-feira, 6, ao cobrir um protesto de moradores da Rua da Vala, no bairro do João Paulo, que reivindicavam melhorias de saneamento básico no local.

Durante o acirramento da ação da Polícia Militar contra os manifestantes que bloquearam o trânsito na avenida São Marçal, Paulo Soares foi em busca das melhores imagens para cumprir sua pauta do dia, quando teve seu equipamento agredido brutalmente a socos por um policial militar desconhecido e cujo Comando Geral da PM ainda não revelou sua identificação.

O fato foi comunicado no 2° Distrito Policial do João Paulo, onde foi feito um Boletim de Ocorrência (BO) sob a agressão. O Comando Geral da PM ficou de averiguar o caso e punir o policial se houver indício de agressão ao profissional.


No entanto, a brutal ação intempestiva do policial (?) já levou à Associação Nacional de Jornais (ANJ) e à Associação Brasileira de Empresas de Rádio e Televisão (Abert) a divulgaram nota em repúdio à agressão policial contra o repórter fotográfico de O Estado, Paulo Soares.

A ANJ classificou a truculência contra o profissional de imprensa como “demonstração de total incompreensão do papel dos jornalistas”. A entidade, ainda, disse que espera que as autoridades identifiquem e apliquem a devida punição ao agressor, nos termos da lei.

Para a Abert, “qualquer tentativa de proibir a atuação de profissionais da comunicação viola o direito constitucional da sociedade de acesso à informação de interesse público”. A entidade registrou, ainda, que “ações policiais como esta demonstram o desconhecimento do real papel da imprensa”

PMDB do Maranhão vai em busca do apoio do PT de Lula a Roseana Sarney


Depois de deflagrada oficialmente, na semana passada, a pré-candidatura Roseana Sarney ao Palácio dos Leões, a ordem natural no PMDB maranhense é ir em busca do apoio do PT para composição de aliança para as eleições de 2018, no estado.

A agenda de compromissos partidários tem ficado sob o olhar de águia e responsabilidade do ex-presidente José Sarney (PMDB), que pelo grau de amizade e aproximação ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, não vai medir esforços para atrair, com o canto da sereia, o PT do presidenciável, mesmo tendo o grupo político votado pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

A ex-governadora Roseana já vislumbra no cenário pré-eleitoral até a possibilidade de reeditar uma chapa PMDB/PT, ou seja, ter como companheiro de chapa, um nome a vice petista, reeditando a eleição de 2010, quando teve como vice o então candidato Washington Luiz Oliveira, hoje alçado à condição de Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Daqui pra frente todas as investidas do PMDB no Maranhão será evitar que o PT feche questão pelo apoio ao governador Flávio Dino (PCdoB), que irá em busca da reeleição no próximo pleito. 

Em âmbito nacional, formalmente, a direção nacional do PT defende que não ocorram alianças da sigla com outros partidos que votaram pelo impeachment da ex-presidente Dilma.