sexta-feira, 18 de agosto de 2017

João Alberto pode vir a ser candidato ao governo pelo PMDB


Caso a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) não consiga emplacar sua candidatura ao governo do Maranhão, em 2018, já está sendo cogitado um "Plano B", nas hostes do grupo Sarney, para que o senador João Alberto (PMDB) possa demarcar território e sair candidato contra a reeleição do governador Flávio Dino (PCdoB).

Até o momento, a ex-governadora vem acompanhando de perto as pesquisas internas do grupo para avaliações futuras sobre seu potencial para concorrer, pela quinta vez consecutiva, ao comando do Palácio dos Leões. No entanto, ela só sai candidata com a garantia de que as intenções de votos no estado lhe sejam favoráveis.

Como o grupo político deve ter dois nomes fortes ao Senado, como o ministro de Meio Ambiente e deputado federal licenciado, Sarney Filho (PV), e o senador Edison Lobão (PMDB), João Alberto acabou ficando de fora e pode vir a encarar essa nova empreitada.

Vale aguardar!

Ciro Gomes esquenta pré-campanha eleitoral à presidência em São Luís


O ex-ministro e pretenso candidato a presidente da República, Ciro Gomes (PDT), desembarca em São Luís, nesta sexta, 18, para participar de um evento político do PDT na capital maranhense. O encontro de lideranças acontecerá a partir das 19 horas, na Casa do Maranhão, na área da Praia Grande, centro histórico da cidade.

Na oportunidade, Ciro Gomes deve falar sobre a conjuntura política e social do país que vive uma crise institucional sem precedentes. Devem estar presentes o presidente nacional da legenda, Carlos Lupi, e o líder da bancada do partido na Câmara federal, deputado Weverton Rocha.

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Veja o vídeo: Governo tenta explicar o caso de mais um "aluguel camarada"


Pelo segundo dia consecutivo, o telejornal Bom dia Brasil, da Rede Globo de Televisão, trouxe o caso envolvendo o "aluguel camarada" da Clínica Eldorado pelo governo Flávio Dino (PCdoB), que vem pagando desde o ano passado a quantia de R$ 90 mil com a clínica fechada. Já foram pagos mais de R$ 900 mil sem nenhum atendimento público.

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

"Quem vive de promessa é santo", diz Marcial Lima


O líder do PEN na Câmara de São Luís, vereador Marcial Lima (foto), cobrou mais empenho e celeridade no andamento de obras e serviços do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Cidades Históricas, o qual a capital maranhense está incluída.

"Precisamos aproveitar o período de estiagem em São Luís para darmos andamento às obras do PAC Cidade Histórica, que não tem resolvido o problema do centro de São Luís. Quem vive de promessa é santo e estamos cansados de promessas do IPHAN (Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional)", disse o parlamentar.

Marcial Lima declarou que a bancada federal do Maranhão possa ser convidada a vir à Câmara para discutir essa questão. "O que se observa é que aqui alguns deputados têm um discurso e lá, em Brasília, é outro. No Centro Histórico nossa cidade está abandonada. Como exemplo, temos o prédio da antiga Rffsa, na Beira-Mar, que está fechado e sendo depedrado. O IPHAN não engana mais a população e o vereador Marcial Lima. Fica a discussão que vamos trazer pelo rádio redes sociais e televisão", ressaltou.

Outro assunto citado na tribuna da Casa pelo vereador foi a problemática da falta de planejamento das obras da Prefeitura sobre asfaltamento nos bairros de São Luís. "A prefeitura vai em um bairro tapa 15 buracos e deixa 36 abertos


Por que que não complementam a obra? Fico triste em saber disso, não se pode mais permitir que a Prefeitura não conclua o serviço. É dinheiro público", criticou Marcial Lima.

Veja o Vídeo! Bom dia Brasil expõe o escândalo de mais um "aluguel camarada"


O telejornal Bom dia Brasil, da Rede Globo, trouxe na edição matinal desta quarta-feira, 16, mais um escândalo de "aluguel camarada" do governo Flávio Dino (PCdoB), que vem pagando desde o ano passado, a quantia de R$ 90 mil por mês por uma clínica fechada e que se encontra em reforma. Já foram pagos mais de R$ 900 mil sem atendimento à população. No local deveria funcionar um hospital de traumatologia e ortopedia.

"Governo serve de abrigo financeiro para filiados do PCdoB", diz deputado


O deputado estadual Edilázio Junior (PV/foto) denunciou na tribuna da Assembleia Legislativa que a gestão do governo Flávio Dino tem servido como uma espécie de "abrigo financeiro" para filiados do PCdoB no Maranhão. Segundo ele, basta vestir uma camisa vermelha e ir para a porta do Palácio dos Leões para receber o abrigo camarada.

“Hoje quem chega à porta do Palácio dos Leões com uma camiseta vermelha, uma bandeira da Venezuela, está empregado. Na Casa Civil e na Secretaria de Comunicação é só comunista empregado. Emprega ficha suja, emprega quem quer que seja. Mas tem que ter o seu contracheque”, disse. 

Edilázio chamou a atenção do governo para os gastos fúteis que estão ocorrendo e que realmente pode gerar uma quebradeira no estado. “Então, governador, dê prioridade para a saúde, para a educação, para segurança, para a infraestrutura. Diminua os gastos com seus aviões que sequer podem voar, diminua os gastos com a Secretaria de Comunicação que só agora vossa excelência passou mais R$ 9 milhões ao secretário Márcio Jerry. Dê prioridade aos maranhenses, só depois dê prioridade às suas luxúrias”, finalizou.

O deputado ressaltou que o governador determinou a licitação de R$ 7,7 milhões de um avião que sequer pode voar. "Aqui no Maranhão o governador me faz uma licitação de R$ 7,7 milhões para gastos com avião que não pode voar. E aí eu quero e espero que o Ministério Público também possa enxergar isso", frisou. 

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Vereador cobra da prefeitura a limpeza das margens do Rio Anil


O vereador Cézar Bombeiro (PSD/foto) está cobrando do prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT) a limpeza do leito do Rio Anil, que segundo ele, está poluído por milhares de garrafas PET. O parlamentar apresentou requerimento que foi aprovado pelo plenário da Câmara Municipal de São Luís para que as margens do rio seja despoluído em uma longa extensão.

Cézar Bombeiro alerta que o leito do Rio Anil, ao longo de toda a Avenida Quarto Centenário, percorrendo os bairros Camboa, Liberdade, Fé em Deus, Alemanha, até um trecho da Vila Palmeira, tem pontos de acúmulo de resíduos sólidos. Entre a sujeira, predominam garrafas vazias de refrigerante, do tipo PET, altamente poluentes, pois não são biodegradáveis, ou seja, não se decompõem naturalmente.

“A situação é preocupante, pois o Rio Anil é fonte de sustento para pescadores, além de servir à prática de futebol, nos momentos de seca”, lembrou. O vereador também atribuiu à poluição as oscilações climáticas que tanto mal têm feito às pessoas. “Reclama-se que a temperatura subiu, mas não há o devido cuidado com o meio ambiente”, advertiu.

O requerimento, de nº 644/17, foi encaminhado ao gabinete do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), com cópia para a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semam).

Veja o vídeo! "Vivemos um tempo de vacas muito magrinhas", diz governador


O vídeo acima mostra que em recente visita ao município de Caxias, o governador Flávio Dino (PCdoB) disse que o Maranhão está quebrado financeiramente e lamentou, na presença do prefeito Fábio Gentil, que o Maranhão vive um tempo de "vacas muito magrinhas".

Flávio Dino escala secretário de Fazenda para limpar a besteira que disse sobre quebradeira do estado


Depois da verborragia do governador Flávio Dino (PCdoB), em visita ao município de Caxias, onde afirmou, categoricamente, que o estado estaria quebrado financeiramente e que somente "Deus proverá" novos recursos e investimentos, o comunista escalou o secretário de estado da Fazenda, Marcellus Ribeiro Alves (foto), para dizer o contrário à imprensa e limpar a besteirada toda que disse o chefe do Executivo.

Em entrevista à rádio do próprio governo, Nova 1290 Timbira, o titular da Sefaz disse que as contas da gestão comunista estão em ordem, pagamentos antecipados, investimentos crescentes e a segunda melhor situação fiscal do país. 

"Tudo isso em apenas dois anos e meio após o atual governo ter herdado um caixa quase vazio e dívidas volumosas. A solução foi cortar despesas e equilibrar o caixa, sem abrir mão de ampliar os serviços públicos. O Maranhão dá exemplo de responsabilidade fiscal”, relatou o secretário.

Apesar da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) destacar que deixou mais de R$ 2 bilhões em caixa, quando deixou o comando do estado no final de 2014, o atual governo prega o contrário. No entanto, o secretário Marcellus Ribeiro tenta justificar a tese governamental apresentada em Caxias. “Recebemos poucos recursos em caixa, insuficientes para pagar até mesmo a conta de energia elétrica. Mas foram adotadas várias medidas, que começaram a surtir efeito”, afirma.

No site oficial do governo do estado, o secretário ressalta ainda "que as dificuldades foram ainda maiores por causa da crise econômica pela qual o Brasil passa. Somente em 2015 e 2016, por exemplo, mais de R$ 1,2 bilhão de transferências da União – asseguradas pela Constituição – deixaram de ser repassadas para o Maranhão".

“Mas terminamos o ano de 2016 como o segundo estado com melhor situação fiscal do país, mantendo o nível de investimentos elevados. Isso nos deixa otimistas em relação ao futuro”, acrescenta Marcellus, referindo-se a um estudo da Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) sobre as contas públicas estaduais.

O secretário lembra também a velha máxima de que há muitos estados mais ricos que o Maranhão em situação de penúria fiscal. “Estão praticamente quebrados, sem condição de pagar sequer a folha de seus funcionários. No nosso caso, conseguimos atravessar bem 2015 e 2016. A previsão até o fim do ano é de equilíbrio”, disse, ressalvando sempre que a crise financeira nacional impede qualquer tipo de previsão consolidada.

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

"Quero pedir ao prefeito a exoneração do secretário Moacir", diz Marquinhos


O líder do DEM na Câmara de São Luís, vereador Marquinhos Silva (foto), voltou a criticar duramente a inabilidade e a insensatez do secretário Moacir Feitosa no trato com a educação pública na capital. Para o parlamentar, o titular da Semed se mostra intransigente em não sentar para negociar com os professores da rede municipal de ensino que já estão há 14 dias em greve geral, deixando milhares de crianças sem aula.

"Quero pedir ao prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) para exonerar o secretário de Educação (Moacir Feitosa) de nosso município. É inadmissível e vergonhoso para esta cidade, para esta Câmara e para o prefeito, permitir que no oitavo mês deste ano ainda tenhamos escolas que ainda não iniciariam as aulas", declarou.

Marquinhos implorou para que o gestor municipal pedetista faça alguma coisa para resolver essa problemática. "Não podemos continuar calados e com esse descaso com o nosso município. São gerações de crianças que estão sendo prejudicadas e a marginalidade é quem vai dar no futuro, aquilo que a gestão municipal não vai dar. Que o prefeito pense nos seus dois filhos e reflita no que está aí na área da educação", frisou.

"O Socorrão II está em estado lastimável", diz Umbelino


O vereador Umbelino Junior (PPS/foto) usou nesta segunda-feira, 14, a tribuna da Câmara Municipal de São Luís para criticar a gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) na área da saúde. Segundo o parlamentar, o Hospital Clementino Moura, o Socorrão II, na Cidade Operária, está em estado lastimável. 

"Por lá a coisa não está feia só nos corredores, que possuem pacientes em macas, mas sim, na falta de insumos básicos como gazes e demais medicamentos que não existem na unidade. Estive visitando o local e já detectamos muitas irregularidades e ainda vem muita coisa pela frente", disse o vereador.

Umbelino, que preside a Comissão de Saúde do Legislativo, voltou a reafirmar sua proposta de pautar o seu mandato focado na área da saúde da capital maranhense. "Aqui serei o vereador da saúde do povo de São Luís. Quero dizer que aqui serei o advogado, não só de profissão, mas também do povo na saúde", frisou.

Na oportunidade, o integrante popular-socialista na Casa informou que no Hospital da Mulher, que funciona na área Itaqui-Bacanga, a coisa só não está pior porque os próprios funcionários da unidade estão fazer "vaquinha" para consertar e ampliar espaços que deveriam ser feitos pelo poder público.

"No Hospital da Mulher foi feito um puxadinho em regime de mutirão pelos próprios funcionários, o que era para ser papel da Prefeitura", enfatizou. 

Ao final do seu discurso, o parlamentar afirmou que está presente na Câmara para fazer o que deve ser feito em prol da população da cidade. "Estou aqui para contribuir e fazer a minha parte", garantiu.

Flávio Dino pode não ter o PSDB nas eleições de 2018


O governador Flávio Dino (PCdoB) pode ficar sem aliança com o PSDB nas eleições de 2018, quando buscará a reeleição. Isso porque o senador Roberto Rocha pode vir, nas próximas horas, a trocar o PSB pelo ninho tucano, com aval até para sair candidato ao governo do Maranhão pela nova legenda. 

Pelo menos é esse o entendimento que tenta costurar o senador socialista, que praticamente perdeu força no PSB e já discute a possibilidade de trocar de legenda. O senador estaria apenas esperando para março do ano que vem a abertura da "janela partidária" para definir sua situação.

Roberto Rocha, que já foi da Executiva do PSDB, diz ter "alma tucana" e que deseja ser candidato ao Palácio dos Leões pelas hostes do tucanato. Lideranças bem próximas do senador Roberto Rocha garantem que as articulações pela volta do socialista ao PSDB estão avançadas. 

O caso já teria sido levado ao conhecimento do presidente interino dos tucanos, senador Tasso Jereissati (CE), além do senador Aécio Neves e do ministro de Relações Exteriores, Aloysio Nunes. A expectativa é que nos próximos dias haja um entendimento entre as partes sobre essa perspectiva.

Vale ressaltar que o governador Flávio Dino tem como vice, Carlos Brandão, que preside o PSDB no Maranhão e mantém rota de colisão frontal com o senador Roberto Rocha.

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Honorato garante que a Câmara está insatisfeita com a gestão de Edivaldo


O líder do PT na Câmara Municipal de São Luís, Honorato Fernandes, afirmou que uma boa parcela de vereadores está "insatisfeita" com a gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT). Segundo o parlamentar, o chefe do Executivo tem se mostrado distante de sua base na Casa, quando o mais sensato seria ampliar a parceria entre a Prefeitura e o Legislativo.

Para Honorato Fernandes, a declaração do presidente da Câmara, Astro de Ogum (PR), de que deve passar para o lado da oposição e entrar na "Kombi", caiu como uma bomba nas hostes do prefeito, o que mostra um certo ar de descontentamento do Legislativo com a gestão municipal na capital.

Em entrevista nesta sexta-feira, 11, no programa Câmara em Destaque, na Rádio Difusora AM (680 Kz), Honorato deixou transparecer que a oposição ao prefeito pode aumentar de tamanho nos próximos dias e não só caber numa "Kombi", mas também num ônibus, caso Edivaldo continue com práticas isolacionistas no âmbito do município.

Cidadão denuncia que aplicativo Whats App do governo está fora do ar


Nesta sexta-feira, 11, um ouvinte denunciou no programa PAN News, da Rádio São Luís, apresentado pelo radialista Henrique Pereira, que o aplicativo Whats App do Governo do Estado do Maranhão está fora do ar desde o dia 13 de março deste ano, totalizando quase cinco meses sem atualização.

Pelo visto, a denúncia retrata uma tremenda incoerência do governo Flávio Dino (PCdoB), cujo próprio chefe do Executivo vive usando as redes sociais para divulgar suas ações e até anunciar e demitir secretários.

O Whats App do governo estadual deveria servir como uma ferramenta entre o cidadão e o Executivo. Até o momento o secretário de estado de Comunicação e Articulação Política, Márcio Jerry, defensor das redes sociais, ainda não se manifestou sobre o assunto.

Aguardamos resposta!

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Ricardo Diniz diz ser contra o "Distritão" na reforma política


O vereador Ricardo Diniz (PCdoB) afirmou nesta quinta-feira, 10, em entrevista ao programa Câmara em Destaque, na Rádio Difusora AM (680 Khz), ser totalmente contra a proposta de "Distritão" que integra o conjunto de mudanças no bojo da reforma política que está tramitando na Câmara Federal, em Brasília. "Da forma como está sendo feito e proposta essa mudança, não concordo. Temos que reduzir o número de partidos políticos no país e não permitir o financiamento público de campanha", declarou o parlamentar.

Pelas regras atuais, deputados federais, estaduais e vereadores são eleitos no modelo proporcional com lista aberta. A eleição passa por um cálculo que leva em conta os votos válidos no candidato e no partido, o quociente eleitoral. O modelo permite que os partidos se juntem em coligações. Pelo cálculo do quociente, é definido o número de vagas que cada coligação terá a direito, elegendo-se, portanto, os mais votados das coligações.

Pelo Distritão, cada estado ou prefeitura vira um distrito eleitoral, onde serão eleitos os candidatos mais votados. Pela nova proposta, não são levados em conta os votos para o partido ou a coligação e na prática, torna-se uma eleição majoritária, como já acontece na escolha de presidente da República, governador, prefeito e senador.

"Reafirmo que com essa alteração, da forma como está sendo debatida, o Distritão só irá beneficiar quem tem mandato eletivo ou dinheiro no bolso para gasta na campanha eleitoral. As pessoas que desejam ser candidatos, mas não dispõem de condições financeiras, certamente ficarão de fora do processo", avaliou o vereador Ricardo Diniz.

A comissão da Câmara dos Deputados, que discute mudanças no sistema eleitoral, aprovou na madrugada desta quinta-feira, por 17 votos a 15, uma emenda que estabelece o chamado "Distritão" para as eleições de 2018 e de 2020, para a escolha de deputados federais, deputados estaduais e vereadores.

Lula deve tomar bênção para Sarney e Flávio Dino em visita ao Maranhão

A ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), o ex-presidente Lula (PT) e o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) 
O desembarque do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em São Luís, previsto para o mês de setembro, pode ter duas agendas políticas distintas na capital maranhense. Uma seria com uma visita de cortesia ao ex-presidente e ex-senador José Sarney juntamente com a ex-governadora Roseana Sarney (ambos do PMDB) e a outra, com o governador Flávio Dino (PCdoB), no Palácio dos Leões.

Há quem diga que a vinda de Lula ao Maranhão faz parte de um conjunto de andanças do ex-presidente petista à região Nordeste, onde ele tem a maior popularidade e onde pode abocanhar a maioria dos votos necessários para se eleger, caso seja candidato ao Palácio do Planalto, nas eleições de 2018.

Vale ressaltar que ainda permanece indefinida uma eventual candidatura do ex-presidente Lula à Presidência da República, já que o mesmo foi condenado pelo juiz federal Sérgio Moro a 9 anos e 6 meses de prisão, acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. 

Caso seja condenado em segunda instância, ele fica impossibilitado de sair candidato ao pleito do ano que vem e deve cumprir a pena em regime fechado. O PT descarta essa possibilidade.

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Veja o vídeo! Senador João Alberto na mira verbal do senador Lindeberg Farias


O vídeo acima mostra o senador Lindeberg Farias (PT) bastante exaltado com o presidente da Comissão de Ética e Decoro Parlamentar, o senador maranhense João Alberto (PMDB), por ter dado no colegiado prosseguimento a uma denúncia contra seis parlamentares de oposição ao governo do presidente Michel Temer (PMDB).

Para Lindeberg, seria "incoerente" a decisão de punir um grupo de senadores e do presidente João Alberto ter arquivado recente denúncia contra o senador Aécio Neves (PSDB), por quebra de decoro parlamentar.

Depois do bate-boca, João Alberto resolveu arquivar a denúncia contra os seis senadores de oposição.

Professores decidem manter greve, mesmo com decisão judicial contrária


Por meio de um vídeo, postado no You Tube, o assessor jurídico do Sindicato dos Professores da rede de ensino de  São Luís, Antônio Carlos, fala sobre a decisão do desembargador Ricardo Duailibe, do Tribunal de Justiça do Maranhão, que determinou, na última terça-feira, 8, o retorno imediato da categoria às salas de aula, por entender que educação é um serviço essencial. 

A direção do Sindeducação já se pronunciou afirmando que a greve geral vai permanecer até que haja entendimento com o prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT) e com o secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa. A categoria solicita um percentual de 7% nos vencimentos com aportes do Fundeb. 

terça-feira, 8 de agosto de 2017

"Devo nos próximos dias aderir à composição da Kombi", diz Astro

O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), cumprimentando o presidente da Câmara, Astro de Ogum (PR)
O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Astro de Ogum (PR), surpreendeu a todos quando disse, na sessão desta terça-feira, 8, que nos próximos dias deve fazer um pronunciamento na Casa, em que deve selar de uma vez por todas o rompimento político com a gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT).

"Nos próximos dias, devo aderir à composição da Kombi", afirmou Astro, numa clara alusão ao que declarou, recentemente, o então secretário municipal de Governo, Lula Filho, hoje titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), ao afirmar que a base de oposição na Câmara era tão insignificante, que mal caberia numa Kombi. 

A manifestação verbal gerou um mal-estar, no fim do primeiro semestre, entre membros do Legislativo e do Executivo Municipal. Ao reiniciar o segundo semestre, Astro preferiu levantar o discurso de "paz e amor", mas pelo que parece a chapa voltou a esquentar.

Em outra oportunidade, o presidente Astro ressaltou que a oposição à gestão do prefeito pode não só vir a caber numa Kombi, mas aumentar de tamanho e encher até um ônibus. 

Vem bomba por aí! Aguardem!

Vereador muda data de audiência pública para discutir a saúde em São Luís


O líder do PEN na Câmara Municipal de São Luís, vereador Marcial Lima (foto), utilizou a tribuna da Casa para informar sobre a mudança de data para a realização da audiência pública que discutirá os problemas da saúde na capital maranhense.

Segundo o parlamentar, a audiência deveria ocorrer no próximo dia 11, mas com a alteração no comando da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), com a saída a então titular Helena Duailibe e a entrada do novo gestor Lula Filho, não foi possível manter a agenda.

"A audiência já está remarcada para o dia 22 de setembro e devemos contar nesta Casa com as presenças do secretário Lula Filho e do secretário de estado da Saúde, Carlos Lula, para discutirmos a situação do setor em São Luís e avançarmos nessa questão. Esperamos contar com a presença de todos", ressaltou Marcial Lima.

"Essa greve de professores tem motivos pessoais", diz Moacir Feitosa


O secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa (foto), afirmou que a greve geral dos professores da rede de ensino de São Luís é fruto de motivações pessoais. A declaração do titular da Semed foi feita nesta terça-feira, 8, durante entrevista ao programa Ponto Final (Rádio Mirante AM), apresentado pelo jornalista Roberto Fernandes.

Em sua fala o secretário deixa transparecer que milhares de crianças do ensino fundamental na capital estariam sendo prejudicadas por conta de "questões pessoais", entoadas pela direção do Sindicato dos Professores, numa clara alusão à presidente da entidade, a professora Elisabeth Castelo Branco.

No entanto, resta saber se a questão pessoal seria contra o secretário Moacir Feitosa ou contra atitudes que deveriam ser tomadas pelo prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior. 

A greve geral dos professores foi deflagrada desde o dia 1º de agosto e segue sem que haja negociação entre as partes para que o movimento paredista seja encerrado. A categoria exige 7% de reajuste em seus vencimentos relativos ao repasse do Fundeb.

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Cézar Bombeiro cobra respeito da Prefeitura com requerimentos de vereadores


O líder do PSD na Câmara Municipal de São Luís, vereador Cézar Bombeiro, cobrou um maior posicionamento do Legislativo com relação aos requerimentos apresentados pelo conjunto de parlamentares que compõem a Casa. Em entrevista concedida à rádio Mirante AM, Bombeiro destacou os vários pedidos de melhorias de infraestrutura nos bairros, que segundo ele, deixam de ser contemplados pela Prefeitura.

"Como são Poderes independentes e que precisam interagir, um deve atender ao outro, já que o Executivo precisa do Legislativo e vice-versa", destacou o parlamentar. Ele acrescentou que sempre que faz visita aos bairros, tem a preocupação de levar cópias dos requerimentos de sua iniciativa, aprovados pelo parlamento municipal. 

"Isso é para que as comunidades tomem conhecimento de que o vereador faz a sua parte e para que os moradores das comunidades saibam também que quem não honra com o compromisso é a Prefeitura de São Luís", enfatizou o vereador do PSD.

Cézar Bombeiro destacou que sua atuação parlamentar é sempre pautada nas inúmeras carências da população e que tem direcionado seu foco às áreas de infraestrutura, saúde, educação e saneamento básico. "Tive o privilégio de realizar na Câmara uma das mais concorridas audiências públicas sobre regularização fundiária, com a presença de autoridades das esferas federal, estadual e municipal e de lideranças de comunidades que estão dispostas a tudo em defesa dos seus patrimônios", frisou.

Na oportunidade, o parlamentar informou já ter apresentado indicação ao governador Flávio Dino (PCdoB) para que o Executivo Estadual, por meio do Instituto de Terras do Maranhão (Iterma), faça uma ampla regularização fundiária na capital maranhense, para resolver, inclusive, pendências com órgão federais.

Roseana Sarney irá assumir ou não o Ministério das Cidades?


Uma pergunta que não quer calar no momento: a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) assumirá ou não o Ministério das Cidades na gestão do presidente da República, Michel Temer (PMDB)? Nos bastidores alguns dão como favas contadas a ida da ex-gestora maranhense para ocupar o cargo, enquanto outros acreditam que não.

No entanto uma questão é certa. Caso a ex-governadora assuma essa nova função pública, ela ganhará ainda mais musculatura política para disputar, pela quinta vez consecutiva, o governo do Maranhão, nas eleições de 2018, contra a atual máquina comunista do Palácio dos Leões.

Alguns prefeitos que não rezam na cartilha do governador Flávio Dino  (PCdoB) esperam e dão como certa a ida da ex-governadora para o Ministério das Cidades. Especula-se que recursos federais podem ser vislumbrados e ampliados aos municípios que necessitam de obras em parceria com o governo federal.

Vale aguardar!

Astro lamenta a morte do cantador João Chiador


O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Astro de Ogum (PR), lamentou o falecimento do cantor e compositor João Costa Reis, mais conhecido por João Chiador, 78 anos, que morreu no domingo, 6, em casa. 

“Perdemos um dos sustentáculos da cultura popular do Maranhão. Muito marcante o nosso João Chiador, a exemplo de Coxinho, de Humberto de Maracanã e outros gigantes da nossa arte. Nossa cidade e nosso estado estão de luto por essa grande lacuna que se abre no bumba-boi, que é a maior expressão da nossa cultura popular”.

João Chiador teve um Acidente Vascular Cerebral (AVC) no fim do ano passado e chegou a ficar vários dias internado no Hospital Carlos Macieira, em São Luís. Contudo, se recuperou e voltou para casa.

De acordo com Astro de Ogum, a arte de João Chiador é marcante e eterna. “Ele imprimiu o seu ritmo, através de sua  voz e de sua poesia. Estamos de luto e hoje não teremos sessão nesta Casa”, disse Astro de Ogum, ao ressaltar o talento de quem ele considera um dos maiores artistas populares do Maranhão.

João Chiador  foi amo do Boi da Maioba por 32 anos, e estava no Boi de Ribamar desde 1993. Ele é considerado um ícone do ‘Bumba Meu Boi’ do Maranhão por ter contribuído com a criação de toadas “Cidades dos Azulejos”, “Nossa Senhora de Aparecida” e muitas outras.

O último adeus ao cantador João Chiador


O corpo do cantor e compositor João Costa Reis, o João Chiador (20/08/1938 a 06/08/2017), do Bumba-Meu-Boi de São José de Ribamar está sendo velado, na manhã desta segunda-feira (7), na Casa do Maranhão, região central de São Luís (MA). O velório para a família teve início nas primeiras horas da manhã, às 6h. Às 8h, o velório foi aberto ao público. Ele morreu no domingo, 6, após sofrer uma parada cardiorrespiratória em casa.

Às 12 horas o corpo de João Chiador será levado para a sede do Boi de Ribamar, em São José de Ribamar, onde era cantador desde 1993. Pela tarde, às 16h, o cortejo segue rumo ao Cemitério Jardim da Paz, na Estrada de Ribamar, onde o corpo será enterrado.

Amigos, fãs e artistas prestaram as últimas homenagens na despedida de uma grande referência da cultura popular do Maranhão.As prefeituras de São Luís e São José de Ribamar decretaram luto oficial de três dias pelo falecimento do poeta, compositor e cantador João Chiador. O governo do Maranhão emitiu uma nota de pesar lamentando a morte do cantor e compositor e enviou coroas de flores.

A ex-governadora Roseana Sarney, admiradora pessoal de João Chiador, usou as redes sociais para lamentar a morte do cantor e compositor. “Minha solidariedade e carinho à família do poeta. O Maranhão e o Brasil perdem um símbolo de sua cultura”, afirmou.

Em 2016, já lutando contra a diabetes e o mal de Alzheimer, João Chiador teve um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Na época, precisou ficar internado por vários dias no Hospital Carlos Macieira, em São Luís.

Com informações do G1 MA

domingo, 6 de agosto de 2017

SMTT reinicia fiscalização eletrônica nas avenidas de São Luís


O secretário municipal de Trânsito e Transportes, Canindé Barros (foto), informou que a Prefeitura de São Luís reiniciou na última sexta-feira, 4, a colocação de novos equipamentos de fiscalização eletrônica nas vias da cidade. A operação teve início pela avenida Daniel de La Touche, por meio da instalação de fotossensores e barreiras eletrônicas para controlar o trânsito, possibilitando maior fluidez e segurança.

Canindé destacou que a SMTT irá informar à população quando serão geradas multas por infrações. "Nesta primeira etapa serão implantados 30 fotossensores e barreiras eletrônicas. Nesse momento inicial os equipamentos eletrônicos serão colocados nos locais onde antes funcionavam. Partimos para uma tecnologia mais moderna. Vamos ter aqui na SMTT uma central de controle de operações que permitirá, através de 32 câmeras instaladas na cidade, o monitoramento em tempo real dos principais corredores de transportes", declarou o secretário.


Para o titular da SMTT, como inovação haverá a fiscalização da faixa preferencial do transporte coletivo que se estende da avenida Colares Moreira, no bairro do São Francisco, até a avenida Castelo Branco, nas proximidades do Marcus Center.

"Onde forem observadas transgressões no trânsito, como no cruzamento semafórico na avenida Colares Moreira, no acesso à Lagoa da Jansen, serão colocados fotossensores. Com o novo desenho geométrico do retorno da Forquilha, que permitiu maior fluidez no trânsito, foi superado um problema histórico, mas uma boa parcela de condutores têm cometido irregularidades semelhantes", frisou Canindé.

Novos pontos na cidade devem ser contemplados com os equipamentos eletrônicos de fiscalização como na avenida dos Africanos, da Guajajaras, São Luís Rei de França e Franceses. "Estamos realizando estudos técnicos para verificar a necessidade de mais equipamentos e a SMTT vai investir em campanhas educativas antes da aplicação de penalidades ao infratores. Isso deve acontecer 30 dias após a aferição dos equipamentos pelo Inmetro", ressaltou o secretário.

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Câmara deve rediscutir a regularização do aplicativo Uber em São Luís

Presidente Astro de Ogum com a promotora Lítia Cavalcante

A discussão sobre o aplicativo Uber em São Luís promete esquentar nos próximos dias. Na última quinta-feira, 3, o presidente da Câmara Municipal, vereador Astro de Ogum (PR), recebeu, em seu gabinete, a promotora de Defesa do Consumidor, Lítia Cavalcanti, o presidente do Sindicato dos Taxistas, Renato Medeiros e outros  profissionais da área, para tratar da regulamentação do serviço cidade.

Tramita na Casa um projeto de lei, de iniciativa do vereador Paulo Victor (PROS), mas que ainda não entrou em pauta. Paulo Victor também participou da reunião, defendendo seu ponto de vista. Paulo Victor defende emendas ao projeto de sua autoria, como forma de se apagar esse foco de incêndio.  

Todos os participantes do encontro foram favoráveis à redução do número de operadores do aplicativo, hoje em torno de 1.500, para algo em torno de 600.

O aplicativo, na realidade, é um autêntico pomo da discórdia na capital maranhense. É proibido de atuar na cidade, por conta de uma lei municipal aprovada ainda no ano passado, de autoria da ex-vereadora Luciana Mendes. A proibição foi mantida pela Justiça, mas mesmo assim, algo em torno de  1.500 pessoas atuam ilegalmente utilizando a plataforma, provocando uma rota de colisão com os taxistas, que se sentem prejudicados.

Lítia Cavalcanti ressaltou, durante a reunião, ter conhecimento de que muitos ex-presidiários  utilizam o aplicativo e lembrou  o episódio envolvendo uma enfermeira da UPA do Parque Vitória, que chamou o serviço do aplicativo e, ao chegar em casa foi assaltada pelo condutor.

O vereador Honorato Fernandes (PT), que esteve presente no início da conversa, afirmou que “ o Uber  já é uma realidade nacional e o que se precisa fazer é uma adequação, para regularizar o serviço, de forma que os taxistas não sejam prejudicados”.

Ao encerrar a reunião, o vereador Astro de Ogum disse não concordar, de maneira alguma,  da forma como o aplicativo está sendo utilizado na cidade. “Eles não pagam impostos, não respeitam as leis. A Câmara foi correta quando proibiu o serviço na capital e a Justiça agiu com extrema visão, quando manteve a nossa decisão. Defendo um pacto, envolvendo todos nós e a Prefeitura, através da SMTT, para que haja uma regulamentação que seja benéfica para todos os envolvidos, inclusive o usuário, já que temos conhecimento que os preços que eram praticados no início, já não são os mesmos”, afirmou Astro de Ogum.

Ficou acertada  outra reunião, em data a ser definida,  no sentido de que seja encontrada uma solução para o impasse, através de emendas ao projeto do vereador Paulo Vitor.

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Edivaldo pode voltar à Câmara Federal em 2018


Tem soado estranho observar a intensa campanha de exposição do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), nas redes sociais, ao lado do vice-prefeito, Júlio Pinheiro (PCdoB), fazendo arruaça com o lançamento do programa "Asfalto na Rua", sempre rodeado de secretários do governo Flávio Dino (PCdoB) e demais lideranças políticas.

O que chama atenção é que faz apenas 10 meses que Edivaldo foi reeleito para comandar o município por mais quatro anos e, portanto, não caberia tamanha exposição nas redes sociais, a menos que seja para divulgar obras e serviços. Fato que leva este blog a crer que o prefeito de São Luís deve deixar a cadeira do Palácio La Ravardière, para subir no palanque eleitoral do governador, que buscará a reeleição, sendo eventual e pretenso candidato a uma vaga na Câmara dos Deputados, em Brasília.

Posso até estar errado, mas o vice-prefeito Júlio Pinheiro começa a falar mais do que o próprio gestor pedetista na mídia. Talvez essa seja uma forte sinalização política que deve ser analisada. Basta ver que na reabertura dos trabalhos na Câmara Municipal de São Luís, quem lá esteve representando o Executivo Municipal foi o vice comunista.

Portanto, acredito que Edivaldo possa estar querendo voltar à Câmara Federal, dando até maior suporte de bancada num eventual segundo mandato do governador Flávio Dino.

Com a palavra o próprio prefeito!

Eu já sabia! Bancada maranhense livra Temer do julgamento no STF


Como este blog havia postado em matéria anterior, a bancada federal do Maranhão não teve nenhuma vergonha perante à opinião pública e simplesmente repudiou, em sua maioria, a denúncia de corrupção passiva contra o presidente Michel Temer (PMDB), apresentada pelo Procurador Geral da República, Rodrigo Janot.

Com um placar de 11 votos favoráveis ao arquivamento da denúncia e 7 votos contra, os deputados maranhenses nem se incomodaram com o recente levamento em que mais de 80% da população brasileira mostrou-se favorável ao acolhimento da denúncia contra Temer, por entender que a denúncia é grave e precisava ser investigada.

Vale ressaltar que votaram, na última quarta-feira, 2, no plenário da Câmara dos Deputados, um total de 492 parlamentares de todo país, sendo 263 a favor do arquivamento, temporário, da denúncia contra Temer, 227 contra e apenas duas abstenções. Com isso, fica barrado o prosseguimento da denúncia da PGR no Supremo Tribunal Federal (STF).

Michel Temer passa para a história como o primeiro presidente do Brasil a ser investigado por crime comum no exercício do mandato.  

Veja como votaram os 18 deputados federais da bancada maranhense:

Aluisio Mendes (PTN) - SIM 

André Fufuca (PP) - SIM 

Cleber Verde (PRB) - SIM 

Deoclides Macedo (PDT) - NÃO 

Eliziane Gama (PPS) - NÃO 

Hildo Rocha (PMDB) - SIM 

João Marcelo Souza (PMDB) - SIM 

José Reinaldo (PSB) - SIM 

Junior Marreca (PEN) - SIM 

Juscelino Filho (DEM) - SIM 

Luana Costa (PSB) - NÃO 

Pedro Fernandes (PTB) - SIM 

Rubens Pereira Júnior (PCdoB) - NÃO

Sarney Filho (PV)- SIM

Victor Mendes (PSD)- SIM

Waldir Maranhão (PP)- NÃO

Weverton Rocha- NÃO

Zé Carlos (PT)- NÃO

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

"Aqui não haverá perseguição política nesta Casa", diz Astro


O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Astro de Ogum (PR), reabriu nesta quarta-feira, 2, os trabalhos na Casa reafirmando o compromisso de trabalhar em prol da cidade, evitando que o Legislativo faça qualquer tipo de oposição irresponsável contra a gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT). "Aqui não haverá perseguição política e, portanto, faremos aquilo que for correto. Teremos todos os projetos votados que são pertinentes para a melhoria da população de São Luís", enfatizou o parlamentar.

Após ouvir as palavras do vice-prefeito Júlio Pinheiro (PCdoB), o presidente Astro solicitou que este segundo semestre legislativo seja de paz e muita luz. "Esperamos que se faça oposição com responsabilidade, para não prejudicar a população. Proponho um segundo semestre pautado em grandes projetos, como a discussão do Uber, a ocupação do solo urbano, do Plano Diretor que já está caduco e é uma coisa seríssima para a cidade, entre outras proposições que tramitam na Casa", frisou.

Astro também manifestou o desejo de atender a uma recomendação do Ministério Público Estadual (MPE), que propõe a apreciação e votação das contas de ex-gestores municipais que vão desde a primeira gestão do saudoso prefeito Jackson Lago, na década de 1980, até os dias atuais. "Temos a responsabilidade com o Ministério Público para aprovarmos ou não as contas dos gestores passados", declarou.

O presidente da Câmara encerrou o discurso fazendo uma referência a uma norma constitucional entre os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. "Fazemos parte de Poderes harmônicos e independentes. Portanto, faremos aquilo que a população sonha, para termos uma cidade melhor", ressaltou.

Advogado preso na Lava Jato e solto pelo STF quer manter negociações de compra da TV Difusora


A pergunta que não quer calar no momento é se com a soltura do advogado Willer Tomaz (foto), ocorrida na última terça-feira, 1º, continuarão sendo mantidas as negociações com o empresário Edinho Lobão para a venda do patrimônio da Rádio Difusora FM e da TV Difusora. 

O pool do grupo de comunicação continua sendo arrendado para o advogado, que dispõe de emissoras em Brasília, e que mantém forte ligação com o deputado federal Weverton Rocha (PDT) e com o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). Até agora, Edinho Lobão não se manifestou sobre o assunto.

A soltura do causídico Willer Tomaz foi determinada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) que também mandou soltar o procurador da República, Ângelo Goulart,. Os dois são acusados de receber mesada de R$ 50 mil do empresário Joesley Batista, do frigorífico JBS, empresa investigada na Operação Lava Jato. 

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), o advogado Willer Tomaz usou de sua relação com o procurador da República, Ângelo Goulart Villela, integrante da força-tarefa da Greenfield, para obter informações sigilosas sobre a operação e repassar a seus clientes. Ângelo chegou a gravar ilegalmente depoimentos prestados por colaboradores da Justiça. Pelas informações apuradas, o advogado pagava R$ 50 mil mensais ao procurador. Os dois estão presos no Batalhão da Polícia Militar na Penitenciária da Papuda

No entendimento do subprocurador-geral da República Rogério de Paiva Navarro, ainda que Willer Tomaz tenha bons antecedentes, residência fixa e seja réu primário, sua liberdade causaria transtorno à ordem social. A relação entre o advogado e o procurador “não se tratava de mera casualidade ou amizade destituída do interesse na obtenção de vantagens ilícitas, mas estava calcada em um vínculo permanente, prévio e forte, a ponto de Willer Tomaz deter informações acerca de atos futuros do senhor procurador-geral da República.”

terça-feira, 1 de agosto de 2017

"A ideia é ter Roseana como candidata ao governo do Maranhão", diz Lobão


O senador Edison Lobão (PMDB) confirmou que o desejo do grupo político ao qual pertence é ter a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) como candidata ao governo do Maranhão, nas eleições de 2018, numa disputa ferrenha contra o governador Flávio Dino (PCdoB), que buscará a reeleição para mais um mandato eletivo de quatro anos.

"Entre nós já há uma configuração da campanha eleitoral que será em 2018. Nós somos um grupo político que decide em conjunto. Nós não tempos posição autoritária sobre os rumos que devemos tomar. A ideia é ter a Roseana (Sarney), e ela aceita, como candidata à governadora do estado. Ela será a nossa porta-bandeira, assumirá a liderança, mais uma vez do nosso grupo para nos levar à vitória", declarou Lobão em recente entrevista exclusiva ao blog do Neto Ferreira.

O senador também garantiu que o seu grupo político vem forte na campanha proporcional com relevantes nomes para disputar vagas na Câmara Federal e também majoritária às duas vagas no Senado.

"Temos hoje candidatos a deputado federal e ao Senado. Eu sou candidato a reeleição para o Senado, o deputado Sarney Filho também é candidato e o senador João Alberto, se desejar permanecer no Senado Federal ", ressaltou Lobão.

Agosto começa com greve geral de professores em São Luís


O que era para ser um retorno festivo à sala de aula, a situação foi totalmente adversa. Milhares de alunos da rede municipal de ensino de São Luís amanheceram nesta terça-feira, 1º, sem perspectivas, por conta da greve geral, deflagrada por tempo indeterminado pelos professores da capital. 

Segundo a presidente do Sindicato dos Profissionais da Educação na capital (Sindeducação), Elisabeth Castelo Branco, a paralisação é o contra-ataque da categoria que continua sendo desrespeitada pela Prefeitura, que oferece escolas sem a mínima condição, sem infraestrutura e nega o reajuste anual dos professores.

A greve já havia sido definida em Assembleia Geral da categoria, ocorrida no final de junho, pelos professores, sob justificativa de não terem chegado a um diálogo que avançasse nas negociações. A categoria solicita um reajuste salarial de 7%, sendo que o secretário de Educação, Moacir Feitosa, alega que a Prefeitura não dispõe de recursos e que já fez alguns repasses nos vencimentos dos educadores.

Para a presidente do Sindeducação, além de um instrumento constitucional, essa é uma luta da categoria dos professores pela garantia de uma educação pública municipal de qualidade para crianças e jovens de São Luís.

João Alberto deve ficar de fora da disputa ao Senado em 2018


Com a confirmação de lançamento das pré-candidaturas de Sarney Filho (PV) e Edison Lobão (PMDB) ao Senado, em 2018, pelas hostes do grupo Sarney, automaticamente já está descartada uma eventual candidatura à reeleição do senador João Alberto (PMDB/foto) no próximo pleito.

No atual cenário pré-eleitoral, o grupo político da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), que deve concorrer pela quinta vez ao governo do Maranhão, praticamente já bateu o martelo e terá dois possíveis candidatos em potencial para ocupar as duas vagas abertas, na eleição do ano que vem à Câmara Alta.

Ainda não se sabe se o senador João Alberto pode vir a disputar uma vaga na Câmara dos Deputados ou se o parlamentar vai apostar numa vitória nas urnas da ex-governadora Roseana, em 2018, podendo vir a ocupar uma posição de destaque num novo cargo no Palácio dos Leões.

Vale aguardar!